14 de junho de 2024
Economia

Rodovia federal em Goiás pode ser controlada por empresa espanhola.

O Jornal Valo econômico na edição de hoje traz a informação de que um grupo espanhol de infraestrutura, o Abertis, esta interessado em investir em novas concessões de rodovias do governo federal. Essas novas licitações de rodovias do governo federal que devem exigir R$ 42 bilhões em investimento, passaram a ser estudadas com interesse pela companhia.

O foco da Abertis, são os empreendimentos que exigem menos investimentos em curto prazo e também que se ligam com suas estradas atuais no país. Além disso, a companhia tem interesse em comprar torres de telecomunicação no Brasil.

Francisco Reynés, diretor-executivo do grupo Abertis, destaca que o interesse no país pode ser explicado pelos números da companhia: o Brasil foi consolidado integralmente no portfólio neste trimestre pela primeira vez e já responde por 19% do faturamento global, atrás só de Espanha e França. Só o Brasil irá gerar € 900 milhões ao ano em receita bruta.

No pacote anunciado pelo Planalto, a rodovia que menos demanda investimentos é a BR-262 (no trecho entre Espírito Santo e Minas Gerais). Esse projeto prevê, ao todo, R$ 1,7 bilhão (nos cálculos do Planalto).

Na lista das estradas que menos exigem capital também está a rodovia BR-050 (entre Goiás e Minas Gerais), que exige R$ 2,3 bilhões (sendo R$ 1,3 bilhão nos primeiros cinco anos).


Leia mais sobre: Economia