27 de fevereiro de 2024
Prevenção

Robôs são usados para desentupir galerias pluviais em Aparecida

A ação com robôs e hidrojatos sugadores fazem parte de estratégias de prevenção contra alagamentos na cidade, durante o período de chuvas em Goiás
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia realiza limpeza das galerias pluviais da cidade com o uso de robôs e hidrojatos sugadores. A tecnologia está sendo implementada em ações preventivas, realizadas em locais estratégicos apontados pela Defesa Civil. O objetivo é evitar alagamentos durante o período de chuvas em Goiás.

As equipes da Prefeitura estão executando o serviço de limpeza das bocas de lobo e identificando pontos de obstrução do escoamento da água das chuvas. Além disso, o trabalho também identifica lançamento irregular de esgoto nas galerias, rachaduras na estrutura e outras avarias.

Funcionamento da operação

Na operação, antes do início da limpeza, uma empresa realiza a inspeção das galerias pluviais por vídeo, utilizando um robô equipado com câmera de alta definição. Enquanto o equipamento faz a vistoria, um técnico acompanha as imagens em tempo real para identificar acúmulo de resíduos, que podem obstruir o esgotamento da água. Também são identificadas rachaduras ou lançamento irregular de esgoto sanitário pelos chamados gatos, que provoca contaminação do lençol freático e seus afluentes.

A força-tarefa funciona com o robô constatando os problemas nas galerias pluviais e o hidrojato sugador de alta pressão retirando os resíduos sólidos. O equipamento é capaz de retirar qualquer tipo de resíduo, como por exemplo, pedras, raízes, garrafas plásticas, terra, carcaças de animais e outros.

A secretária de Meio Ambiente de Aparecida, Valéria Pettersen, destacou o trabalho conjunto feito entre os órgãos do município. “Essa iniciativa é fruto de uma parceria de trabalho entre Defesa Civil, que identificou e classificou as áreas com potencial para alagamentos, e a Semma. O prefeito Vilmar Mariano não mediu esforços para que o município pudesse contar com esse importante trabalho”, apontou Pettersen.


Leia mais sobre: / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.