25 de junho de 2024
ELEIÇÕES 2024

Ricardo Fortunato ignora Wilder Morais e diz que está na disputa em Trindade até convenção

Presidente estadual apontou outro nome, mas Fortunato disse que vai para o embate com apoio de vários deputados e já marcou lançamento da pré-candidatura para 2 de junho
Senador falou em outro nome, mas Ricardo Fortunato mantém o dele - Foto: arquivo Dário de Goiás
Senador falou em outro nome, mas Ricardo Fortunato mantém o dele - Foto: arquivo Dário de Goiás

O ex-prefeito de Trindade, Ricardo Fortunato, reiterou que vai manter a pré-candidatura ao cargo na eleição desse ano, mesmo após o presidente estadual do PL, senador Wilder Morais, dizer que o nome da legenda é Gleysson Cabriny, ex-vice-prefeito. Fortunato anunciou a pré-candidatura na quinta (16) e na sexta-feira (17), Morais emplacou o outro nome.

Acompanhe a divergência!

Em Trindade, Ricardo Fortunato se filia ao PL e anuncia pré-candidatura à Prefeitura

Wilder Morais afirma que Cabriny será o candidato do PL em Trindade

Entrevistado novamente pelo Diário de Goiás sobre o impasse, o ex-prefeito reafirmou ao jornalista Altair Tavares, editor-chefe do DG, que colocou o nome “de forma irreversível”. Também disse que apoios políticos, mobilização na cidade e pesquisas até as convenções, é que serão decisivas para a definição de sua futura candidatura. Segundo afirma, ele tem apoio de vários deputados da legenda.

“Vejo com tranquilidade [a manifestação de Wilder Morais]. Candidaturas oficiais, todos sabemos, são definidas nas convenções. O prazo é até 5 de agosto. Até lá, todas as pessoas têm o direito de entrar na disputa. Mas tem também o apoio de deputados, como Paulo César Martins, Eduardo Prado, [ex-deputado] Major Vitor Hugo, que estão com a gente. E estamos trabalhando Daniel Agrobom e Professor Alcides. Respeito muito a opinião [de Wilder], mas a candidatura só será definida após 5 de agosto”, reforçou.

Fortunato ignora escolha de Wilder, mas quer agenda para negociar

O pré-candidato disse que está aguardando agenda para conversar com Wilder Morais junto com os deputados estaduais que estariam fechados com ele.

Ricardo Fortunato seguiu afirmando que cada cidade tem sua particularidade. “Tem que avaliar a viabilização da candidatura, o lançamento das pré-campanhas, as pesquisas quantitativas. Porque o objetivo do [ex-] presidente Bolsonaro é conquistar o maior número de municípios e Trindade não é apenas um município de 147 mil habitantes com 89 mil eleitores, mas influencia um raio de 250 mil votos que podem ser importantes na campanha presidencial do querido Bolsonaro”, analisa o pré-candidato. Bolsonaro está inelegível até 2030.

Além disso, frisa ele, “quem vai resolver as particularidades somos nós, dentro do município. Vamos ver a quantidade de pessoas que damos conta de agregar, as maiores composições, a quantidade de partidos que vão declarar apoio para as pré-candidaturas. E já estou com quatro a cinco partidos que vão declarar [apoio] caso eu seja pré-candidato”, afiança, preferindo não antecipar quais.

O ex-prefeito diz que já tem até pré-lançamento da postulação agendado para 2 de junho, “com manifestação dentro da cidade porque coloquei meu nome de forma irreversível. Vou disputar e serei o próximo prefeito. Estou marcando com os presidentes de partido para fechar o apoio nos próximos dias e após a convenção estarão comigo. São somente partidos de direita, obedecendo a linha estabelecida pelo [ex-] presidente Bolsonaro.


Leia mais sobre: / / Eleições 2024 / Política / Trindade

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.