23 de maio de 2022
Novo Eixão • atualizado em 10/05/2022 às 20:27

Revitalização completa da Avenida Anhanguera está à caminho

Tudo indica que os planos da Prefeitura vão além de reformar o pavimento asfáltico da via exclusiva que este ano, já será reformulado
(Foto: Domingos Ketelbey)
(Foto: Domingos Ketelbey)

Após quase 25 anos sem reformas, o Eixo Anhanguera que há pouco fez 50 anos de existência, ganhará uma nova “cara” a partir de 2023. É o que indica a gestão municipal sob a égide do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), que anunciou ontem (09/05) a revitalização do asfalto na via exclusiva. É o caminho para encorpar ainda mais não apenas o conforto ao usuário do transporte coletivo como renovar a paisagem de um cartão postal da cidade que está abandonado e degradado.

Tudo indica que os planos da Prefeitura vão além de reformar o pavimento asfáltico da via exclusiva que este ano, já será reformulado. Essa medida, que custará R$ 9 milhões de reais aos cofres públicos, era motivo de uma briga judicial que já durava quatro anos e a gestão do prefeito Rogério Cruz conseguiu colocar um ponto final. Agora, além da ação que será priorizada este ano, se não ocorrer uma reviravolta, a Avenida Anhanguera terá as calçadas reconstruídas e a semaforização refeita.

Presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos, Tarcísio Abreu acredita que a preparação conjunta do órgão, da Prefeitura de Goiânia e da Metrobus é de um projeto amplo que devolva a beleza que a Avenida Anhanguera já teve um dia. “Ela merece voltar a ser uma avenida que sempre foi: bonita e que dá a imagem da nossa cidade”, pontuou em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta terça-feira (10/05).

Continua após a publicidade

Abreu ainda pontuou que o projeto vai além do transporte coletivo. “Estamos trabalhando num projeto de revitalização de todo o Eixo Anhanguera que está sendo desenhado tá caminhando para uma revitalização urbanística, estrutura, de layout. Quando estivermos com o projeto faço questão de mostrar para apresentar. Revitalizamos essa região tão importante para a cidade”, pontuou.

Asfalto de concreto para o Eixão

Everson Schmaltz é o secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Goiânia que está à frente do acordo com a Metrobus e o Governo de Goiás. Ele garante um projeto amplo que neste primeiro momento, contemplará uma pavimentação que já garantirá um conforto para a frota de ônibus da empresa estatal e seus usuários. O projeto da Seinfra é que na segunda etapa, que tem previsão para começar em agosto do ano que vem e demandará aproximadamente R$ 100 milhões para os cofres públicos, toda a via seja reestruturada com o mesmo material asfáltico que hoje é usado no BRT Norte-Sul. 

Continua após a publicidade

“Tem muito mais resistência, durabilidade, resiste muito mais e não causa deformações. Desde o inicio do ano percorrendo as obras do BRT o prefeito já tinha total entendimento de como seria a Avenida Anhanguera que é do ponto de vista dele essencial, tanto em termos da convivência humana como do sistema viário que ela oferece, um dos polos e pontos mais importantes de Goiânia”, explicou Everton. “O compromisso da Seinfra é com o pavimento do sistema do tráfego de ônibus e sendo acrescido todas essas etapas, com as vias de tráfego de veiculos, calçadas, a parte de sinalização, de urbanização também fará parte desse grande maior projeto”, salientou.

Para que a Prefeitura possa executar todos os serviços, técnicos do Paço e o prefeito Rogério Cruz já foram à Brasília para buscar os recursos e a tendência é que o Governo Federal participe da reestruturação. “Já estivemos na Caixa Econômica Federal para negociar o aporte de recursos. O plano de trabalho deve ser entregue esta semana para ser encaminhado via Ministério do Desenvolvimento Regional que também foi outra visita que fizemos e conversamos com o ministro da disponibilidade e ao que tudo indica, o caminho realmente é esse e tem sinalizado que esses recursos virão do erário federal”, destacou.

Leia mais sobre:
Goiânia