15 de abril de 2024
Apoio

“Respeito as pessoas em todas as suas posições ideológicas”, diz Caiado em posse de Flávio Dino no STF

Caiado destacou a importância do diálogo e trabalho conjunto, mesmo entre pessoas de diferentes posições políticas
Caiado concedeu uma entrevista coletiva na posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino. (Foto: Lucas Diener/Secom).
Caiado concedeu uma entrevista coletiva na posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino. (Foto: Lucas Diener/Secom).

O governador Ronaldo Caiado (UB), compareceu à posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino, realizada nesta quinta-feira (22), em Brasília. Na ocasião, o chefe do Executivo goiano falou sobre a chegada do integrante para o fortalecimento do Poder Judiciário e da democracia no Brasil, destacando ser a favor de um debate civilizado.

“Eu respeito as pessoas em todas as suas posições ideológicas, assim como todos me respeitam. Isso nunca mudou em minha trajetória. Tenho formação democrática e acredito que o bom debate fortalece a democracia”, disse Caiado em entrevista coletiva, onde destacou a importância do diálogo e trabalho conjunto, mesmo entre pessoas de diferentes posições políticas.

Na entrevista, o governador também relembrou o período em que trabalhou com Flávio Dino, quando ambos exerciam o cargo de deputado federal. “Fui colega dele durante oito anos na Câmara dos Deputados, eu como relator, ele como participante da comissão da reforma política. Nós debatemos muito o assunto e quase conseguimos uma aprovação”.

Posse de Flávio Dino

O evento reuniu cerca de 900 autoridades dos Três Poderes, entre elas o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e os presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco. A sessão foi aberta pelo presidente da Corte, Luís Roberto Barroso.

Indicado pelo presidente Lula, Flávio Dino ocupará a vaga deixada pela ministra Rosa Weber, que se aposentou em outubro de 2023. O novo ministro foi aprovado em votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no plenário do Senado, por 47 votos a favor, 31 contra e duas abstenções.

Flávio foi governador do Maranhão por dois mandatos, de 2015 a 2022, quando renunciou aos meses finais para concorrer ao Senado Federal. Em janeiro de 2023, pediu licença do cargo para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).


Leia mais sobre: / / / / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019