25 de junho de 2024
Ministério da Saúde

Repasse para custeio do Hospital Estadual de Águas Lindas é pauta de reunião de Caiado com Nísia Trindade

Reunião também irá abordar a destinação de R$ 70 milhões ao setor, por meio de emenda parlamentar
Após quase 20 anos de paralisação, as obras do Hospital Estadual de Águas Lindas foram retomadas pela gestão do governador Ronaldo Caiado (UB). (Foto: SECOM).
Após quase 20 anos de paralisação, as obras do Hospital Estadual de Águas Lindas foram retomadas pela gestão do governador Ronaldo Caiado (UB). (Foto: SECOM).

Na tarde desta quarta-feira (5), o governador Ronaldo Caiado se reúne com a ministra da Saúde, Nísia Trindade, para negociar a liberação de recursos federais para Goiás. Um dos pedidos em pauta é o repasse de R$ 55 milhões anuais para custeio do Hospital Estadual de Águas Lindas, que deve ser inaugurado nos próximos meses.

A reunião também irá abordar a destinação de R$ 70 milhões ao setor, por meio de emenda parlamentar, e a revisão do valor enviado pelo Ministério para manutenção dos serviços de média e alta complexidades. O secretário da Saúde, Rasível dos Santos, acompanha a agenda, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).

Hospital de Águas Lindas de Goiás

Vale lembrar que segundo dados do Censo Demográfico 2022 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Águas Lindas de Goiás ficou entre os sete com menos estabelecimentos de saúde por habitante em todo Brasil, considerando cidades com mais de 200 mil moradores reforçando a necessidade do hospital no município.

Após quase 20 anos de paralisação, as obras do Hospital Estadual de Águas Lindas foram retomadas pela gestão do governador Ronaldo Caiado (UB) e unidade será entregue aos moradores do Entorno do Distrito Federal neste ano. A unidade vai se juntar aos Hospitais Estaduais de Formosa e de Luziânia para ampliar o atendimento na região.

O hospital vai exercer o perfil geral de média e alta complexidade, com entradas de pacientes referenciadas pelo Complexo Regulador Estadual. Com esse objetivo, uma comissão da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) realizou em dezembro uma visita técnica minuciosa à unidade e vai avaliar as propostas técnicas apresentadas pelas organizações sociais civis (OSCs) interessadas em administrar a unidade.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Notícias do Estado / Saúde

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019