16 de julho de 2024
Assembleia Legislativa

“Querem transformar esse país num poleiro”, diz Amauri Ribeiro sobre descriminalização da maconha

Deputado estadual Amauri Ribeiro (UB) fez duras críticas à descriminalização do porte de maconha para uso pessoal
Amauri afirmou que a decisão sobre a descriminalização não cabe ao STF. (Foto: Reprodução/TV Alego).
Amauri afirmou que a decisão sobre a descriminalização não cabe ao STF. (Foto: Reprodução/TV Alego).

Durante sessão desta terça-feira (25), na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), o deputado estadual Amauri Ribeiro (UB) fez duras críticas à descriminalização do porte de maconha para uso pessoal em votação no Supremo Tribunal Federal (STF). “Querem transformar esse país num poleiro. Querem destruir a família”, afirmou o parlamentar.

Amauri também criticou diretamente o deputado Mauro Rubem (PT), que usou a tribuna para defender o uso medicinal da Cannabis. “Só podia ser do PT para defender maconheiro. É só vocês que gostam de fazer isso. Deputado, a maconha é o carro chefe para cocaína. E quem financia, quem banca a cocaína e essas outras drogas é o mesmo que banca a maconha. A quem o senhor quer liberar para ser vendido e comercializado e usado na porta das escolas”, criticou.

“O senhor não defende a mãe de cannabis, deputado Mauro Rubem, o senhor defende o maconheiro porque a cannabis já é permitido. Se o senhor for em alguma farmácia, aí o senhor já compra. Eu tenho amigos, pessoas conhecidas, influentes, que usam a cannabis e compram na farmácia, já é liberado. Vocês querem usar maconha”, disparou Amauri.

Além das críticas ao deputado petista, Amauri afirmou que a decisão sobre a descriminalização não cabe ao STF. “Para mim, não é competência do STF fazer isso. Mas, infelizmente, estão fazendo o papel de todos os poderes nesse país”. Vale lembrar que julga casos relacionados à Constituição e dita a palavra final, e a decisão tem que ser respeitada e cumprida por todos.

Além do julgamento do STF, o parlamentar também repudiou, na tribuna a marcha da maconha e as audiências públicas realizadas na Casa em favor à descriminalização da maconha. Ele levou, inclusive, um saquinho de orégano, com a quantidade pré-estabelecida da droga, para exposição.

Votação no Supremo

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou há pouco o julgamento que pode descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal. Em sessão nesta terça-feira (25), o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou a favor da descriminalização. Com isso, a Corte formou maioria de 6 votos a 3.


Leia mais sobre: / / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019