16 de junho de 2024
Investigação • atualizado em 06/06/2024 às 10:33

Quatro investigados por furtos de caminhonetes de luxo são presos

Organização foi responsável pela subtração de vários automóveis em diversas cidades do interior de Goiás, bem como no Tocantins
São cumpridas 12 medidas judiciais pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores. (Foto: Divulgação/ PCGO).
São cumpridas 12 medidas judiciais pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores. (Foto: Divulgação/ PCGO).

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores, deflagrou na manhã desta quinta-feira (6), a Operação Lastwagen, que busca desarticular organização criminosa, com atuação interestadual, que atua no furto de veículos de luxo (caminhonetes).

Segundo as investigações, a organização foi responsável pela subtração de vários automóveis em diversas cidades do interior de Goiás, bem como no Tocantins. Os veículos furtados são destinados para desmanche e revenda das peças na capital. São cumpridas 12 medidas judiciais pela Especializada.

Objeto usado nos furtos apreendido durante operação. (Foto: Divulgação/ PCGO).

Canal de denúncias

A Secretaria de Segurança Pública reforça que o apoio da população é fundamental para as forças de segurança atuarem cada vez mais assertivamente no combate à práticas criminosas. O cidadão pode contribuir com denúncias, de forma segura e anônima, através do aplicativo “Goiás Seguro”. O aplicativo está disponível em todas as lojas de apps para celulares.

Além disso, as denúncias podem ser feitas pelo Disque Denúncia da Polícia Civil, no número 197, ou da Polícia Militar, pelo telefone 190. Para checar o contato da viatura mais próxima em sua cidade ou em seu bairro, basta baixar o aplicativo “Goiás Seguro” ou acessar o site da PMGO, no endereço: https://www.pm.go.gov.br/disque-denuncia.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019