28 de junho de 2022
Cidades

Quase metade dos leitos de UTI do HCamp de Itumbiara estão ocupados

Hospital começou a operar há menos de uma semana e já sente pressão nas UTIs. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)
Hospital começou a operar há menos de uma semana e já sente pressão nas UTIs. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)

O recém-inaugurado Hospital São Marcos, uma das unidades de referência do governo estadual para atendimento a pacientes com Covid-19, já tem quase metade dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

Segundo a assessoria da OS que administra o hospital, há nove dos 20 leitos de UTI com pacientes. As pessoas internadas no São Marcos são de Itumbiara, Senador Canedo, Leopoldo de Bulhões e Iporá. Um dos leitos está bloqueado para eventualmente atender pacientes que estão na enfermaria. Há, portanto, 10 leitos disponíveis.

“Abrimos as UTIs do andar de baixo, com 10 leitos, que estão lotados, e agora estamos abrindo mais 10 em cima. Em enfermaria, ainda temos bastante vagas”, afirmou o secretário de Saúde Ismael Alexandrino.

Continua após a publicidade

Nos leitos de enfermaria, a situação é mais tranquila. Dos 40 do hospital, apenas cinco estavam com pessoas internadas na manhã desta terça-feira (7).

O Hospital São Marcos foi inaugurado em 30 de junho e começou a receber pacientes na última quinta-feira (2). A rápida ocupação dos leitos mostra o crescimento da epidemia de Covid-19 no estado, que tem vários hospitais da rede estadual e também da particular sob pressão.

Para o São Marcos está prevista uma ampliação, ainda sem prazo determinado, dos atuais 60 leitos para 200, sendo 30 de UTI e 170 de enfermaria. A expansão da capacidade está em fase de aprovação do projeto.

Continua após a publicidade