07 de agosto de 2022
Definições

PT resolve impasses com PSB e fecha acordo para chapa majoritária em Goiás

O candidato ao Governo será o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica, Wolmir Amado (PT) que terá o advogado Fernando Tibúrcio (PSB)  como vice. A ex-deputada Denise Carvalho (PCdoB) será candidata ao Senado Federal
Denise Carvalho, do PCdoB, Wolmir Amado do PT e Fernando Tibúrcio do PSB: chapa majoritária da Federação Brasil Esperança e PSB está formada. (Foto: Divulgação)
Denise Carvalho, do PCdoB, Wolmir Amado do PT e Fernando Tibúrcio do PSB: chapa majoritária da Federação Brasil Esperança e PSB está formada. (Foto: Divulgação)

A executiva do PT e da Federação Brasil da Esperança, que conta além da sigla petista com o PCdoB e o PV aparou as arestas que havia com o PSB e apresentou a chapa majoritária que irá representar a frente em Goiás. O candidato ao Governo será o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica, Wolmir Amado (PT) que terá o advogado Fernando Tibúrcio (PSB)  como vice. A ex-deputada Denise Carvalho (PCdoB) será candidata ao Senado Federal.

O Diário de Goiás desde a convenção do PSB no último domingo (30/07) já relatava a possibilidade de Fernando Tibúrcio compor a chapa majoritária. De acordo com o apurado pela reportagem, os pessebistas ainda tentavam convencer o ex-governador José Eliton a disputar o Senado mas sabiam das resistências do advogado que retirou a pré-candidatura ao Governo de Goiás em maio. Apesar do ex-tucano ter se animado com as pesquisas de intenção de voto em que seu nome era testado, ele avaliava que o “timing” para o lançamento da candidatura havia sido perdido.

LEIA TAMBÉM: Desistência de José Eliton força PSB a avaliar ‘novo cenário’

Continua após a publicidade

Na falta do ex-governador, desde então, o PSB foi para o plano B e decidiu apostar em Tibúrcio para vice. A possibilidade do advogado ir ao Senado chegou a ser levantada, mas como Denise Carvalho havia disponibilizado seu nome há mais tempo e já estava trabalhando em sua pré-candidatura, a tese logo foi deixada de lado.

Presidente do diretório estadual do PSB, o deputado federal Elias Vaz destacou que o momento é de unir forças em defesa da democracia. “Nós lutamos por um bem maior, contra o fascismo, contra os ataques que a democracia vem sofrendo. O povo brasileiro está padecendo nas mãos de um presidente cruel e incompetente. O PSB trabalha em Goiás e no país para mudar essa realidade”.