12 de junho de 2024
Política

Em Indiara, petistas criticam governo do Estado e ressaltam obras federais

No entroncamento de duas das maiores obras do governo federal – a duplicação da BR-060 e a Ferrovia Norte-Sul – o PT fez seu 10º encontro em Indiara, com a presença de lideranças de dez municipios.

 

O prefeito de Professor Jamil, Ney Novaes fez um resumo da importância do PT para os municipios.”Tudo que temos em Professor Jamil é fruto de convênios e recursos do governo federal. O presidente Lula e a presidenta Dilma governam para melhorar a vida de todos e é por isto que o Brasil está dando certo”, frisa.

 

De acordo com Ney, Professor Jamil ainda não recebeu investimentos do governo estadual. “Os que estão hoje no governo falam mal do ex-governador Alcides, mas ele levou muitos benefícios como casas, asfalto, ambulância e muitos convênios. E é por isto que temos de eleger um governador do PT, para fazer Goiás avançar.

 

O prefeito de Indiara Antônio Baiano(PR) também enalteceu os avanços da presidenta Dilma . “confesso que não fui seu eleitor, mas temos que reconhecer o grande trabalho que faz em Goiás e no Brasil. Tenham vocês certeza que estaremos pedindo votos para a sua reeleição”, afiança.

 

Presidente do PT de Indiara, Francisco Chagas observa que somente nas obras do tramo Sul da Ferrovia Norte-Sul estão empregados mais de mil trabalhadores. “As obras da BR-060 e as da Ferrovia Norte-Sul estão em ritmo acelerado, com dois turnos e vai ser inaugurada em breve”, revela.

O deputado Luis César Bueno fez um alerta: “o governo tucano em Goiás não perde tempo, nem fica com a cara vermelha ao tentar tomar para si obras feitas com recursos do governo federal”. Citou como exemplo placas que a Agetop colocou tentando induzir o eleitor que a duplicação da BR-060 eram obra estadual.

O deputado estadual Mauro Rubem alerta, mais uma vez, para o incremento da criminalidade no Estado. Ele vê aliança entre o governo e o crime organizado, que na sua visão iniciou-se com a aproximação do governador Marconi Perillo ao contraventor Carlos Cachoeira, que teria sido consumada na investidura do ex-senador Demostenes Torres na Secretaria de Segurança Publica de Goiás, em 1999, no seu primeiro governo. “Portanto fazem 12 anos a parceria entre este governo com os piores setores, aqueles que expoliam a sociedade”, analisa.

O deputado estadual Karlos Cabral reforça as preocupações de Mauro denunciando o projeto do governo do Estado de contratar policiais atraves de cargos comissionados. Questiona ainda o discurso do governo de que não tem dinheiro para pagar a data-base do servidor, mas gasta R$ 2,5 milhões para reformar o Estádio da Serrinha, do Goiás E.C e R$ 1 milhão com o show do ex-Beatles Paul Mcartney.

 

Questiona ainda a disparidade entre a realidade do Estado e as propagandas feitas na TV, com a atriz global Gloria Pires. “O governo do PSDB gasta R$ 187 milhões em propaganda e faz somente R$ 150 milhões de investimentos. O péssimo estado da rodovia que liga Indiara-Jandaia é o exemplo claro da diferença entre o caos em Goiás e as fantasias vendidas pelo marconismo na televisão”, contesta

No encerramento, mais uma vez o deputado federal Rubens Otoni fez um chamamento à unidade das forças oposicionistas em Goiás: “Temos que fazer alianças para vencer e governar. Dilma tem uma aliança com 14 partidos e vai aumentar. Em Goiás estamos conversando com PMDB,PSB, PDT, PC do B, PSC, PTN e outros. O PT tem seus nomes, respeita os nomes dos outros partidos, e quer se sentar à mesa, ampliar as alianças, para discutir uma aliança para vencer e governar bem Goiás”, resume.

 

(Texto publicado originalmente no www.aparecidanet.com.br)

 


Leia mais sobre: Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .