25 de junho de 2022
Tudo certo, nada errado

PT diz que não há falta de diálogo e que cumpre “cronograma acordado com federação”

Kátia explicou que em breve, as conversas irão avançar com as outras agremiação políticas que caminham juntos na chamada “frente ampla”
Há duas semanas, presidentes de partidos se reuniram em um primeiro momento para tratar sobre a federação de legendas (Foto: Divulgação)
Há duas semanas, presidentes de partidos se reuniram em um primeiro momento para tratar sobre a federação de legendas (Foto: Divulgação)

Após o presidente do PV, Cristiano Cunha reclamar falta de diálogo por parte do PT no debate sobre as articulações internas a respeito da federação, a presidente petista, professora Kátia Maria disse ao Diário de Goiás na tarde desta segunda-feira (09/05) que a legenda tem cumprido o cronograma acordado entre os partidos que caminham na configuração política. O momento agora é o de debate interno que todas as agremiações vem fazendo.

De acordo com Kátia o nome do pré-candidato Wolmir Amado (PT) foi foi ressaltado na última reunião do Grupo de Trabalho do partido para disputa das eleições, mas não é uma imposição para a federação, até porque, o ex-governador José Eliton está com sua pré-candidatura ativa dentro da configuração política.  

Kátia explicou que em breve, as conversas irão avançar com as outras agremiação políticas que caminham juntos na chamada “frente ampla”. “Nós fizemos na semana passada uma reunião de dirigentes das lideranças estaduais com a direção nacional. Hoje temos uma reunião do grupo de trabalho e devemos chamar uma conversa dos partidos que compõem a federação para os próximos dias, provavelmente no inicio da próxima semana, mas está dentro daquilo que foi acordado na reunião com os quatro partidos.”, pontuou.

Continua após a publicidade

A presidente petista declarou que o momento é de debate interno. Em breve, todos vão voltar em uma agenda conjunta para que as deliberações sejam tomadas. “PT, PCdoB, PV e PSB que cada um ia voltar fazer o diálogo interno ver qual o posicionamento do partido para fazer uma devolutiva para a federação e depois para a frente progressista, então o PT está cumprindo aquele cronograma que acordamos com a Federação Brasil Esperança e queremos nos próximos dias avançar no diálogo bem maduro com a federação para logo em seguida podermos tentar também construir de forma madura com o PSB”, salientou destacando a importância dos socialistas. 

“É um partido importante que vai estar conosco a nível nacional e já apresentou o nome do Geraldo Alckimin como vice presidente na chapa com o Lula. Automaticamente aqui em Goiás isso tem uma relevância, amplia e dá a nós um palanque melhor para o Lula no sentido de compor as forças coletivamente e nós com maturidade queremos discutir. O nosso nome é o professor Wolmir Amado e queremos discutir junto com o PSB e a federação o melhor caminho para poder eleger o Lula mais o Alckmin, mas também derrotar o Caiado no Estado”, destacou.

Maturidade no debate

Continua após a publicidade

Katia destaca que o nível de maturidade em torno do debate está alto. “Eu acredito que o nível de maturidade está alto, tanto eu como presidente do PT e o Elias Vaz como presidente do PSB, assim como os dois nomes colocados o José Eliton e o professor Wolmir Amado tem um nível de maturidade muito grande e o meu sentimento é que nós construiremos de forma harmoniosa aquilo que for melhor para contribuir para a tirada do Brasil dessa crise porque é isso que está em jogo”, pontuou.
A presidente ainda pontuou que tudo estará  bem definido para que no dia 28 de maio possam chegar todos a uma melhor decisão. “O nosso papel como dirigentes progressista exige de nós essa maturidade. Eu tenho sentido que tem uma abertura das nossas lideranças, tanto do Wolmir como do José Eliton em fazermos esse diálogo de forma democrática, aberta e desprendida para que a gente possa construir a melhor forte”, concluiu.

Leia mais sobre:
Brasil