19 de maio de 2022
Política

PSDB quer que Leréia explique suposta ligação com Cachoeira

O líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE), disse nesta quarta-feira (2) que o partido vai cobrar esclarecimentos do deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) sobre seu suposto envolvimento com o contraventor Carlinhos Cachoeira.

Escutas divulgadas nos últimos dias apontam que Leréia teria usado de suas prerrogativas como deputado para facilitar um visto internacional para a sogra de Cachoeira. Além disso, o parlamentar também teria feito compras pessoais no cartão de crédito do empresário acusado de ligação com o crime organizado.

Continua após a publicidade

Segundo Bruno Araújo, Leréia tem até a próxima semana para se defender. “O partido não vai se omitir. O PSDB não vai jogar nada para debaixo do tapete e nós estamos pedindo ao deputado Lereia que faça uma conversa sobre todos os fatos relatados”.

O líder tucano não excluiu a possibilidade de exclusão de Leréia do partido, mas disse que qualquer decisão só será tomada após a defesa do deputado.

 

Continua após a publicidade

Investigação ampla

Ainda hoje, o presidente da Câmara, Marco Maia, voltou a afirmar que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira deve investigar o maior número possível de pessoas que estejam sob suspeita de envolvimento com o contraventor. “A relação de contatos de Cachoeira é inacreditável e envolve todos os poderes, agentes privados, em diversos níveis. Temos é que ter certeza de que a comissão irá investigar a fundo cada caso”, disse.

Apesar da mobilização em torno da CPMI do Cachoeira, Marco Maia assegurou que a comissão não irá atrapalhar as votações na Câmara: “Vamos continuar trabalhando normalmente. Não há nenhum impacto do trabalho da CPI no trabalho que vamos realizar nas próximas semanas na Câmara”. (Agência Câmara de Notícias)

Leia mais sobre:
Política