24 de maio de 2022
Eleições 2012

PSDB planeja estratégia unificada para as eleições de 2012

O PSDB reuniu nesta quarta-feira (30), em Brasília, os pré-candidatos do partido às prefeituras de 74 cidades do Brasil. No encontro, partido e pré-candidatos definiram que será adotado um discurso unificado durante a corrida eleitoral: respeitadas as peculiaridades locais, os tucanos falarão de temas de repercussão nacional, como a incompetência demonstrada pelo PT em suas gestões, e as boas práticas empreendidas pela legenda no governo federal e nos estados e municípios que administra.

O presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), afirmou que as cidades são polos eficazes para a distribuição dos ideais do partido. “A população confia e vota na legenda por conta da boa gestão que fazemos nos estados e municípios. Por isso temos que tratar as eleições municipais como prioridade”, reiterou. O PSDB planeja eleger mil prefeitos em 2012.

Para Guerra, o conflito das ideias e propostas de PT e PSDB será enfatizado durante a campanha. “Vamos mostrar à população o quanto as atitudes de cada gestão, no plano federal, ajudaram ou prejudicaram a população. Ressaltaremos que, por exemplo, o PT fez com que a Petrobras não fosse estatizada nem privatizada, e sim partidarizada”, disse.

Continua após a publicidade

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) declarou que o PSDB discutirá, durante a campanha, a relação entre o governo federal e os estados e municípios. Na avaliação do parlamentar, a gestão petista concentrou mais recursos na mão da União – e o resultado é o declínio da qualidade dos serviços. “Em 2000, 46% de todo o dinheiro público investido em saúde provinha do governo federal. Em 2010, esta mesma quantia caiu para 30%. Isso não é correto. Prejudica a saúde, que é a principal reivindicação da população”, ressaltou. ( Com informações do PSDB)

Leia mais sobre:
Eleições 2012