26 de maio de 2022
Concursos

Provas reaplicadas do Senado têm problemas

Deu no Correio Braziliense desta segunda (16/04): Candidatos à vaga de analista de enfermagem denunciaram ontem à noite novas falhas no concurso do Senado.

Segundo a ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul, às 22h, cerca de 15 candidatos que fizeram o certame na sala T7 do Centro Universitário do DF (UDF), na 704/904 Sul, receberem o envelope de provas violado. Como é de praxe, dois candidatos foram chamados para verificar o estado físico do material. Eles constaram que o envelope tinha um rasgo grande, provavelmente feito por um objeto pontiagudo. Os concorrentes se recusaram a fazer a prova e exigiram a troca do material.

Continua após a publicidade

Cerca de 40 minutos depois do início da seleção, chegou um novo envelope na sala com outros cadernos de provas. A folha de respostas, entretanto, teve que ser preenchida manualmente pelos fiscais da sala. Esse processo demorou mais ou menos duas horas. Para que os concorrentes não fossem prejudicados, eles tiveram os 40 minutos extras para resolver as questões— o término da prova estava calculado para as 20h30. Mas só saíram da sala com a presença da Polícia Federal. Agentes fizeram a perícia e recolheram o material para investigações.
 

Alguns alunos, entretanto, resolveram também prestar queixa na Polícia Civil. Mas a investigação será conduzida pela Polícia Federal. “Depois da confusão da outra prova, foi muito desgastante passar por esse processo novamente”, desabafou o candidato José Jorge Oliveira, que estava na sala onde ocorreu o problema.
 

Mais de 10 mil candidatos realizaram ontem as provas do Senado Federal para 17 cargos. Os inscritos tiveram as provas canceladas no mês passado em razão de uma falha no sistema, que culminou na escassez de provas para os candidatos, que receberam testes de áreas diferentes.
 

Continua após a publicidade

O Ministério Público Federal no DF analisa 16 denúncias feitas por candidatos ao concurso do Senado. Os procuradores vão decidir o que será investigado. Dois inquéritos apuram fraudes na aplicação das provas. As reclamações incluem desde a contratação da banca sem licitação até irregularidades na elaboração da prova, como a cópia de questões de outros processos seletivos.

(Com texto do www.sosconcurseiro.com.br)

Leia mais sobre:
Concursos