18 de abril de 2024
Esportes

Prova em Goiânia vai abrir temporada 2021 da Stock Car

Prova da Stock Car em Goiânia. (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Prova da Stock Car em Goiânia. (Foto: Duda Bairros/Vicar)

A temporada de 2021 da Stock Car vai começar em Goiânia. A Vicar, empresa que promove a modalidade, anunciou nesta quinta-feira (15) que o Autódromo Internacional Ayrton Senna, na capital goiana, será sede da primeira prova do ano, no dia 25 de abril.

O protocolo sanitário da modalidade foi aprovado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). Além disso, o decreto que atualmente vigora no estado permite a realização de eventos esportivos, desde que não haja público.

A prova do dia 25 de abril, além de abrir a Pro Series, também deve dar largada à Stock Light, categoria secundária.

“A competição traz também como benefício a injeção de recursos na economia, movimentando toda uma cadeia de consumo e empregos, que vai dos hotéis até pequenos estabelecimentos; todos passando por um momento de dificuldade extrema em seus negócios”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Henderson Rodrigues.

O titular da Seel também frisou que, como ocorreu no ano passado, a etapa será monitorada. “Obviamente, vamos exigir e fiscalizar a aplicação de todas as regras de segurança sanitária. Essa é a condição básica e fundamental dentro dessa permissão”, enfatizou Rodrigues.

Protocolo reforçado

Em 2020, a Stock Car adotou um rígido protocolo de segurança sanitária, que foi seguido em todas as etapas e cujo modelo foi adotado por competições em todo o país. “Fomos bastante rigorosos em 2020 e, neste ano, vamos aprimorar ainda mais os controles em todas as praças onde competirmos”, disse Fernando Julianelli, CEO da Vicar.

“Conseguimos competir em todas as praças no ano passado sem incidentes. E vamos repetir isso em 2021, mas agora com mais eficiência ainda. Gostaria de agradecer ao governador Ronaldo Caiado e aos secretários Henderson Rodrigues e Ismael Alexandrino por reconhecerem nosso empenho e a qualidade dos controles que implementamos”, completou Julianelli.

O protocolo exige testagem de todos os envolvidos no evento. As provas são realizadas sem a presença de público, imprensa, patrocinadores e convidados, permanecendo no autódromo apenas os profissionais indispensáveis para a realização das corridas. As equipes, inclusive, têm seu número de membros reduzido visando evitar aglomeração dentro dos boxes.

Ao chegarem ao autódromo, todos os participantes passam por uma barreira sanitária, onde são conferidos os resultados dos testes e é aferida a temperatura corporal. Em todo o perímetro do circuito, é obrigatório o uso de máscaras e há totens para aplicação de álcool gel distribuídos em todos os ambientes e nas áreas externas.

Não é permitida a permanência dos membros das equipes nos boxes de outros times, além de ser proibida a circulação pelas cidades onde acontecem as provas. Qualquer aglomeração pode ser punida com a exclusão do evento, enquanto reuniões e briefings com a direção de provas são realizados de forma virtual.


Leia mais sobre: / / Destaque 2 / Esportes