30 de junho de 2022
Mundo

Protestos contra os Estados Unidos marcam funeral de general iraniano

Foto: Twitter/Khamenei
Foto: Twitter/Khamenei

Os gritos de “morte à América” ganharam eco no funeral do general iraniano Qassem Soleiman, neste sábado (4), em Bagdá, capital do Iraque. O cortejo fúnebre do militar, morto na quinta-feira (2) em ataque aéreo dos Estados Unidos, reuniu dezenas de milhares de pessoas.

O líder da mílicia, Abu Mehdi Al Muhandis, também teve o caixão carregado na procissão. O funeral oficial será realizado na Zona Verde, região de Bagdá onde ficam prédios do governo e embaixadas.

O primeiro-ministro iraquiano Adel Abdul Mahdi participou do funeral. O chefe das forças pró-Irã no parlamento iraquiano, Hadi Al Ameri, o ex-primeiro-ministro Nuri Al Maliki e vários chefes de facções xiitas também integram o cortejo.

Continua após a publicidade

Na manhã de sábado, noite de sexta-feira (3) no Brasil, as Forças de Mobilização Popular disseram que um novo ataque havia atingido um comboio de médicos da organização. Mais tarde, porém, negaram que isso tivesse ocorrido.