08 de agosto de 2022
Eleições 2022

Pros em Goiás volta atrás em pré-candidatura ao estado e anuncia aliança com Ronaldo Caiado

André Antônio, antes pré-candidato ao governo estadual agora concorrerá para Deputado Federal, juntamente com o delegado Eduardo Rodovalho, que antes disputaria vaga no Senado
Participaram do encontro o Presidente Estadual da legenda, Dhone Rodrigues, o Tesoureiro do Partido, Reginaldo Souto e o Secretário do Partido e Presidente do Pros em Goiânia, Brenno Alves (Foto: Reprodução Instagram)
Participaram do encontro o Presidente Estadual da legenda, Dhone Rodrigues, o Tesoureiro do Partido, Reginaldo Souto e o Secretário do Partido e Presidente do Pros em Goiânia, Brenno Alves (Foto: Reprodução Instagram)

Vinte e quatro horas após anunciar oficialmente a pré-candidatura de André Antônio governo de Goiás, o Pros voltou atrás e anunciou aliança com o governador Ronaldo Caiado. O comunicado foi feito no final da tarde desta quinta-feira (28) e contou com a participação do democrata.

O evento, que contou com 20 pessoas e foi realizado em um hotel no Setor Oeste, em Goiânia, cravava a pré-candidatura. O Pros dizia negociar com o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) um candidato para vice, mesmo o presidente estadual do PTB, Eduardo Macedo, negando e sendo resistente à ideia, conforme confirmou ao Diário de Goiás.

Mudança

Na manhã desta sexta-feira (29), em entrevista ao Diário de Goiás, o presidente do Pros em Goiás destacou a motivação para respectiva mudança anunciada. “Resolvemos somar forças com o governador para ele vencer a eleição no primeiro turno. Nosso partido resolveu recuar com o candidato André Antônio ao governo estadual, bem como também recuar com a candidatura do delegado Eduardo Rodovalho ao Senado. Agora, ambos concorrerão para Deputado Federal”, afirmou.

Continua após a publicidade

Apesar do pouco tempo entre os anúncios, Rodrigues afirmou que a decisão não havia sido conversada anteriormente. “Não tinha sido nada conversado. Foi uma conversa que tivemos ontem à tarde com o governador e, analisando o cenário político como está hoje, com Mendanha, Caiado e Marconi, resolvemos recuar com o nosso candidato e apoiar o governador Ronaldo Caiado, que está muito bem nas pesquisas e com o apoio do Pros, tem grande chance de bater a eleição no primeiro turno”, frisou.

LEIA TAMBÉM: Caiado diminuiu MDB e Daniel virou submisso, diz governadoriável (diariodegoias.com.br)

O presidente do Pros em Goiás destacou ainda que, por ter assumido a gestão estadual do partido há cerca de um mês e meio, está ainda organizando a casa. “Estou fortalecendo o partido e passando confiança pros nossos pré-candidatos e filiados. O principal desafio agora é eleger nosso deputado federal e estadual”, declarou. A convenção do partido, que homologará as candidaturas, será realizada no próximo dia 02 de agosto.

Continua após a publicidade