20 de julho de 2024
Auxílio • atualizado em 13/12/2022 às 21:14

Projeto que institui bolsa-arma para mulheres vítimas de violência é aprovado em Goiás

O projeto agora vai para apreciação do governador
Alego aprova bolsa-arma em votação definitiva (Foto: Agência Brasil)
Alego aprova bolsa-arma em votação definitiva (Foto: Agência Brasil)

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), aprovou nesta terça-feira (13/12), em segunda votação, o projeto de lei que institui o pagamento de uma bolsa para aquisição de arma de fogo a mulheres vítimas de violência doméstica ou em razão de ser mulher. 

O texto de autoria do deputado Major Araújo (PL) prevê benefício de R$ 2 mil reais à mulheres com mais de 21 anos, que não tenham passagem policial, não possuam registro de arma de fogo e tenham “higidez psiquiátrica e psicológica”. Elas também devem residir em Goiás há pelo menos três anos.

O projeto vai para a sanção do governador Ronaldo Caiado (União Brasil-GO). De acordo com a matéria, quem deverá garantir o preparo para manusear a arma, assim como a habilitação em tiro. 

Pelas redes sociais, Araújo comemorou a aprovação. “A Assembleia legislativa aprovou nosso projeto de lei nesta terça-feira. Uma bolsa para aquisição de arma de fogo por parte de mulheres vítimas de violência doméstica ou em razão de ser mulher!”, pontuou.


Leia mais sobre: / / Cidades