12 de junho de 2024
Política

Projeto que altera contribuição de servidores é retirado de votação na Comissão Mista

Por dez votos a nove, deputados de oposição aprovaram na noite desta quinta-feira, 13, durante reunião da Comissão Mista, requerimento que solicitou a retirada de pauta do projeto que aumenta as alíquotas de contribuição previdenciária patronal e dos servidores ativos e inativos. Votaram a favor do pedido oito deputados de oposição e dois da base de apoio ao governo. A sessão foi realizada no auditório Solon Amaral.

Líder do governo, o deputado Helio de Sousa (DEM) afirmou após a aprovação do requerimento que o projeto foi retirado apenas da pauta da reunião da Comissão Mista e deve ser colocado em votação novamente na próxima semana. Presidente da Mista, o deputado Daniel Messac (PSDB) informa que solicitou à procuradoria da Assembleia um parecer sobre a questão.

Os parlamentares do bloco oposicionista que ratificaram o requerimento foram Wagner Siqueira (PMDB), Bruno Peixoto (PMDB), Francisco Gedda (PTN),  Mauro Rubem (PT), Humberto Aidar (PT), Karlos Cabral (PT). Da situação, votaram pela retirada do projeto, Lincoln Tejota (PSD) e Major Araújo (PRB).

Os deputados da base aliada que votaram contra o requerimento apresentado pela oposição foram Helio de Sousa (DEM), Francisco Júnior (PSD), Iso Moreira (PSDB), Túlio Isac (PSDB), Ademir Menezes (PSD), Frederico Nascimento (PSD), José Vitti (DEM), Doutor Joaquim (PSD) e Jânio Darrot (PSDB).

O projeto de lei enviado pelo governo, protocolado na Assembleia sob nº 4.606, altera a Lei Complementar nº 77, de 22 de janeiro de 2010, no tocante às alíquotas de contribuição previdenciária patronal e aos servidores ativos e inativos do Estado de Goiás. (com informações da Assessoria de Imprensa da ALEGO)


Leia mais sobre: Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .