24 de fevereiro de 2024
Ação Inédita

Projeto de Fruticultura Irrigada é lançado pelo Governo de Goiás no Vão do Paraná

A iniciativa recebe parte dos recursos do Goiás Social e vai beneficiar cerca de 2 mil famílias da região de Flores de Goiás, no nordeste goiano
O projeto de Fruticultura Irrigada foi lançado pelo governador Ronaldo Caiado. Foto: Lucas Diener
O projeto de Fruticultura Irrigada foi lançado pelo governador Ronaldo Caiado. Foto: Lucas Diener

O Governo de Goiás lançou nesta quarta-feira (13) uma ação inédita no estado. O projeto de Fruticultura Irrigada, que vai atender 150 produtores e beneficiar cerca de 2 mil famílias da região de Flores de Goiás, no nordeste goiano. O objetivo é desenvolver a economia local com cultivo de manga e maracujá com uso de novas tecnologias.

A ação é parte de uma iniciativa feita por meio do acompanhamento e assistência técnica da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seapa), que oferta a estrutura de irrigação, adquirida com investimento de R$ 9,8 milhões, com auxílio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O primeiro edital de seleção de interessados está aberto e as inscrições podem ser feitas até dia 27 deste mês.

Retorno esperado

De antemão, a estimativa é que cada família envolvida no projeto tenha uma receita bruta superior a R$ 210 mil por hectare, sendo que deve ser coberta uma área de 296 hectares. De acordo com o secretário da Agricultura, Pedro Leonardo, as condições da reguão favorecem a implementação do projeto. “A região possui todas as características climáticas e agronômicas que favorecem o cultivo, além da parte de logística, devido à proximidade com grandes centros consumidores, como Brasília e Goiânia”, pontua.

Conforme o governador Ronaldo Caiado, a intenção é favorecer o crescimento econômico da região. “Quero transformar o Nordeste e ver todo mundo produzindo, ganhando dinheiro, com uma vida melhor. Por isso trouxe o que há de mais moderno em tecnologia”, acentuou Caiado.

Investimentos

Para tanto, o Governode Goiás espera contar com a expertise estrangeira nas etapas de ampliação do projeto, que possui autorização para ser estendido paulatinamente. “Já temos outorga com autorização de irrigação para chegar a até 2 mil famílias”, explicou Ronaldo Caiado. A ação é parte do Goiás Social e integra as políticas de Goiás para incentivar a agricultura familiar, principalmente assentados da reforma agrária.

Nesse sentido, um dos destaques no lançamento do projeto foi a presença do embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, que veio conhecer o potencial do Nordeste goiano para a fruticultura. Em discurso, ele disse que o país tem interesse em firmar cooperação com Goiás na área. “É uma maneira de podermos trazer a experiência, a tecnologia e os métodos que usamos”, disse o representante do país que é referência mundial em agricultura.

Inscrições no projeto

Os agricultores interessados devem se inscrever pelo site www.agricultura.go.gov.br. Os selecionados receberão uma visita da equipe da Seapa e da Emater, para verificação da aptidão do produtor e da propriedade com base em critérios técnicos. As terras escolhidas receberão um conjunto de irrigação para cobrir dois hectares, além de assistência técnica da Emater e do Senar Goiás para manejo da produção. O Sistema OCB-GO dará apoio à criação de cooperativas.


Leia mais sobre: / / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.