12 de agosto de 2022
Arte

Projeto artístico ACASAS comemora 10 anos de existência com residência em Goiânia

Evento nascido em Salvador já teve uma edição realizada em Goiânia em 2015 no formato de mostra
Entre os dias 4 e 14 de agosto 11 artistas estarão juntos em uma casa criando obras. (Foto: Sílvia Patrícia)
Entre os dias 4 e 14 de agosto 11 artistas estarão juntos em uma casa criando obras. (Foto: Sílvia Patrícia)

Durante os dias 4 à 14 de agosto o projeto ‘ACASAS: Territórios Compartilhados’ será realizado em Goiânia e, durante esse período, será possível acompanhar o processo criativo de 11 artistas juntos em uma casa. A escolha de um espaço inusitado, segundo divulgado pela assessoria do projeto, propõe a transformação do olhar, convidando para a diversidade. Os detalhes podem ser vistos também pelo instagram @nascasas. Serão duas mostras presencias: “Abrecaminhos” e “Saideira”. 

O evento nascido em Salvador já teve uma edição realizada em Goiânia em 2015 no formato de uma mostra. E agora em celebração aos seus 10 anos de existência retornam para a cena goiana em formato de residência. Sim! Os artistas convivem durante 10 dias na casa e criam suas artes no mesmo local. O endereço da casa será divulgado para o público dois dias antes das mostras.

Serão 5 artistas de Salvador e Goiânia provocando e estimulando construção dos processos artísticos de artistas residentes, são eles: Ana Reis(GO), Iago Araújo(GO), Maria Tuti Luisão(BA), Thulio Guzman(BA) e Gilson Plano(GO), junto a 6 artistas selecionadas a partir de uma convocatória.

Continua após a publicidade

Das 70 propostas recebidas de todo o Brasil foram selecionados 6  artistas, são eles: Angel Eleonor Borges (GO),Céu Ferreira Barbosa (GO),Francisco Rio (DF), Lila Deva (BA),Karl Araujo (GO),Venâncio Cruz (GO).

ACASAS é uma residência para jovens artistas, é uma proposição que entre outros aspectos procura repensar o lugar da produção artística na cena das artes performáticas. E nesta experiência o público é convidado a ir em uma casa, não a um teatro, e mergulhar em produções artísticas da cena.

Sobre a retomada da realização do evento e a compreensão da urgência de ações como essa nesse momento atual que vivemos o idealizador do projeto Thulio Guzman ressalta que “a retomada de ações culturais pós-pandemia em tempos nos quais os espaços físicos e simbólicos são escassos,  são terreno fértil para a retomada do ACASAS, e desta vez no formato de uma residência. Mobilizando a prática artística experimental para não desistirmos, e fazer com o que se tem, para reivindicar mais, “conclui.

Continua após a publicidade

Neste projeto, a casa é o palco, e ao mesmo tempo é a casa. O espaço é ressignificado, apresentado como uma alternativa aos lugares formais de exposição e apresentação artística como galerias, teatros e etc… Em ACASAS: Territórios Compartilhados a produção artística terá  um espaço íntimo, diverso, no qual o tempo e espaço flui.

E nesse fluir, como afirma o produtor em Goiânia do ACASAS, Iago Araújo o “tempo de  partilha de movimentos internos vão se transformando em arte. São acasos programados onde acontecem coisas não tão bem planejadas. Um território expandido para o experimento. Aquele tempo de um “acaso”. A gente nem sabe quanto dura , só se joga”, finaliza convidando o público para essa experiência diversa.

O projeto ACASAS: Territórios Compartilhados propõe ao mesmo tempo a criação de uma rede entre artistas de distintas linguagens construindo também um modo de produção de conhecimento crítico.

O público terá acesso de forma gratuita a uma diversidade de posições éticas-estéticas- políticas distintas que provocam um estudo continuado, sobre modos de organização na arte contemporânea. Assim como  expandir e sensibilizar para a autonomia, liberdade e diversidades.

A Plataforma ACASAS foi contemplada pelo Edital de Fomento da Juventude 09/2017 do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás de 2017.

Para acessar o projeto fique atento às notícias que lançaremos nas redes, com as instruções sobre como assistir ao ACASAS: territórios compartilhados no instagram. 

Leia mais sobre:
Entretenimento