24 de maio de 2022
Política

Pressão dos professores deu resultado: Marconi desiste de ação contra reajuste

Após a manifestação dos professores, organizada pelo Sintego, na manhã desta quinta-feira (8), o governador Marconi Perillo anunciou, em reunião com a presidenta Iêda Leal, a tesoureira Bia de Lima, o presidente da Fetems, Roberto Maia, e o diretor Financeiro da CNTE, Antônio Lisboa, que vai desistir da ADI 4848 e defender a proposta da Confederação (que é o INPC mais 50% do Fundeb) para a nova fórmula de aumento do Piso salarial dos professores.

Durante a reunião, os sindicalistas manifestaram ao governador a preocupação com as perdas irreparáveis que a mudança na fórmula do reajuste, somente pelo INPC, provocará na carreira dos professores e, consequentemente, na educação brasileira.

Continua após a publicidade

“Se prevalecer o reajuste apenas pelo INPC, em dez anos um professor estará ganhando um salário mínimo”, analisa a presidenta do Sintego, Iêda Leal. Ela pondera, entretanto, que há uma possibilidade muito grande de aprovação do PL 3776/08, que vincula o reajuste apenas ao Índice Nacional de Preço ao Consumidor e, por isso, considera positiva a negociação com o governo goiano para a desistência da ação e a defesa da proposta da CNTE de reajuste salarial para os professores.

“Todos concordamos que só o INPC não dá, então temos a proposta do Índice mais 50% do Fundeb. Continuaremos com a carreira valorizada”, conclui.

Marconi Perillo disse que concorda com o acordo de desistência da ação, que começou a ser costurado com o governador André Puccinelli, no mês passado e também vai assinar um termo em que o governo de Goiás abre mão de questionar a constitucionalidade do artigo 5º da Lei 11.738/08.

Continua após a publicidade

“Nós vamos, na semana que vem, assinar esse termo e eu vou demonstrar também o desinteresse em relação à ADI, numa perspectiva de que o diálogo entre o governo, o sindicato e a Confederação é fundamental para construirmos uma agenda positiva, sinérgica, em benefício dos educadores”, declarou o governador.

 Manifestação
Centenas de professores de Goiás, Brasília, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul participaram da manifestação contra os inimigos da Educação, organizada pelo Sintego/CNTE na manhã de hoje, em Goiânia. Em função da chuva, o evento foi transferido para o Jóquei Clube e a caminhada até o Palácio. (Com informações da Assessoria de Comunicação do Sintego)

Leia mais sobre:
Política