29 de fevereiro de 2024
Destaque • atualizado em 02/09/2021 às 21:36

Preso por importunação sexual, Justiça manda soltar prefeito de São Simão

(Foto: prefeito de São Simão)
(Foto: prefeito de São Simão)

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) determinou nesta quinta-feira (02/09) que o prefeito de São Simão, Assis Peixoto (PSDB) afastado desde que foi denunciado por importunação e assédio sexual. Ele também é acusado de tentar adquirir fotografia pornográfica envolvendo adolescente e por transmissão ou divulgação de foto ou outro registro que continha cena de sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente.

De acordo com o jornal O Popular, a relatora do processo Carmecy de Oliveira determina que o prefeito possa cumprir a prisão domiciliar no a noite e nos finais de semana, além de solicitar que Assis não haja aproximação entre parentes e vítimas. O voto dela foi acompanhado por outros três desembargadores presentes.

A denúncia envolve duas vítimas e o crime foi prescrito em outros cinco casos. O advogado do prefeito pede a liberdade alegando que a parte da investigação já foi finalizada.

O caso

Os investigadores informaram que os casos de importunação sexual estão em segredo de Justiça e, portanto, detalhes sobre o caso não serão fornecidos.

De acordo com o MPGO, há relatos da prática de pelo menos 17 crimes, narrados por cinco vítimas diferentes. Os delitos, no entanto, prescreveram por serem anteriores a leis de 2009 e 2012 que tratam da proteção à criança e ao adolescente.


Leia mais sobre: Cidades / Destaque