03 de março de 2024
Cutucada • atualizado em 14/05/2023 às 17:42

Presidente do PT chama Michelle Bolsonaro de “santa do pau oco” por suspeita de esquema de rachadinhas

Gleisi Hoffmann falou em entrevista sobre possível esquema de corrupção envolvendo a ex-primeira-dama e disse que acredita que novos escândalos estão por vir
Foto: Reprodução/Wilson Pedrosa
Foto: Reprodução/Wilson Pedrosa

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, fez críticas à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, após suspeitas de envolvimento em esquema de rachadinha virem à tona. Em entrevista ao colunista da UOL, Chico Alves, ela se referiu a Michelle como “santa do pau oco”.

Conforme investigações da Polícia Federal (PF), contas da ex-primeira-dama foram pagas com recursos vindos de empresas que tinham contrato com o governo Bolsonaro. Uma empresa, com sede em Goiânia, teria feito uma série de transferências para a conta de um militar que trabalhava na equipe de ajudância de ordens da Presidência da República.

De acordo com as investigações, o militar fez saques em dinheiro vivo e pagou contas do cartão de crédito da esposa de Bolsonaro. A ação teria se repetido ao menos três vezes. Além disso, foi apurado também cerca de doze depósitos em dinheiro feitos para uma tia de Michelle.

Hoffmann declarou que acredita que ainda vão aparecer mais casos de envolvimento com dinheiro ilegal na família Bolsonaro. A petista mencionou também os áudios vazados entre o ex-presidente e seu ex-ajudante de ordens, Mauro Cid. Para ela, havia um receio de que a prática fosse associada a esquema de rachadinha.

Segundo Gleisi, o dinheiro envolvido é maior do que um esquema de rachadinhas. A presidente do PT é a favor de que, além da investigação da PF, também seja instaurada uma CPMI do golpe ou uma comissão especial para apurar as irregularidades financeiras.


Leia mais sobre: / / / Política

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.