25 de abril de 2024
SÉRIE B

Presidente do Atlético-GO relata preocupação com árbitro escalado para duelo com o Sport

Adson Batista - Presidente do Atlético Goianiense (Foto - Ingryd Oliveira)
Adson Batista - Presidente do Atlético Goianiense (Foto - Ingryd Oliveira)

O presidente do Atlético-GO, Adson Batista, divulgou em suas redes sociais sua preocupação em relação ao árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, escalado como árbitro principal para Sport x Atlético-GO, nesta sexta-feira (09), pela 36ª rodada da Série B.

Adson destacou “confiança” no presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e espera que “prevaleça o resultado de campo e não de interferências indevidas e erros de arbitragem”.

Por fim, ele alega “falta de sensibilidade, comunicação e critério” da Comissão de Arbitragem.
Wagner do Nascimento Magalhães teve atuações polêmicas na partida entre Santos e Coritiba, no mês passado. O juíz foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba e ficou 30 dias afastados de jogos.

Sport x Atlético-GO é “um jogo tão decisivo e importante” não por acaso. O Dragão ocupa a 4ª posição na tabela, com 60 pontos, enquanto o Leão vem logo atrás, com 59 pontos. O confronto direto vai influenciar diretamente na briga pelo acesso e, consequentemente, no acesso ou não das equipes.

Confira a nota divulgada pelo presidente Adson Batista:

“Recebi com muita preocupação a indicação de Wagner do Nascimento Magalhães como árbitro de um jogo tão decisivo e importante contra o Sport, no Recife, mas quero ressaltar publicamente a minha confiança no presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, com quem conversei hoje ao telefone. Uma grande liderança, homem sério, de caráter, que na sua gestão atende a todos os clubes com igualdade de condições e me garantiu que vai acompanhar de perto essa reta final da Série B, para que prevaleça o resultado de campo e não de interferências indevidas e erros de arbitragem. Tenho certeza que a falta de sensibilidade, de comunicação e de critério da Comissão Nacional de Arbitragem não vai manchar o momento decisivo da competição, não temos nada contra o árbitro, mas vindo de uma suspensão por causa de erros graves, não era o profissional mais indicado pra este grande jogo.”


Leia mais sobre: / / / / Atlético Goianiense / Esportes