27 de maio de 2022
Cidades

Prefeitura inicia implantação do Corredor da Avenida 85

A partir desta quinta-feira (19) a Prefeitura de Goiânia começa a realizar as primeiras ações para instalação do corredor preferencial de transporte coletivo nas Avenidas 85 e S-1, esta última sendo a continuidade da primeira.

 

Continua após a publicidade

A expectativa é que as intervenções sejam concluídas até a primeira semana do mês de janeiro. Inicialmente a sinalização será alterada para o modelo de corredores já existentes na cidade como o T-63 e Universitário, com faixa exclusiva para ônibus, sob pena de motoristas dos demais veículos serem multados em caso de descumprimento.

Além disso, na Avenida S-1 haverá proibição de estacionamento, como já ocorre em toda extensão da 85.

Após o Natal a Prefeitura pretende realizar as mudanças mais profundas como fechamento de parte do canteiro central para proibição de retornos à esquerda, eliminação de tempos semafóricos, além de alterações em alguns cruzamentos.

Continua após a publicidade

De acordo com o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, alterações profundas não serão feitas durante as festas de fim de ano para não atrapalhar o comércio da região, por conta das adaptações que ocorrerão.

Ligações com outros corredores

O coordenador dos Corredores Preferenciais de Transporte Coletivo da CMTC, Sávio Afonso destaca que aos poucos vai se formatando uma rede de corredores em toda a cidade.

“Quando nós implantamos o Corredor Universitário, na época alguns entendiam que era uma ligação do nada ao lugar nenhum. O corredor Universitário tem ligação com T-7 ,corredor 85 que por sua vez tem ligação com corredores T9 e T63 e na ponta leste com o Independência e consequentemente 24 de outubro” relata.

Mudanças

As principais mudanças serão no cruzamento da 85 com a Alameda Ricardo Paranhos e Mutirão e 85 com a Avenida 136.

Em relação a Ricardo Paranhos, será retirado um tempo semafórico e não será permitido o acesso a Mutirão, cruzando a 85.

Quanto a 136, para quem circula pela 85 no sentido Centro-Serrinha, não poderá mais entrar a esquerda um pouco antes desta avenida, precisará dar a volta no quarteirão para poder seguir a esquerda.

Veja o video da apresentação feita pelo prefeito Paulo Garcia

{youtube}B19olTB50pU{/youtube}

Redução de tempo

A prefeitura espera coma a implantação do corredor 85 reduzir o número de acidentes, integrar os corredores: Universitário e T-63 e melhorar a fluidez no trânsito.

Segundo Sávio Afonso, estima-se que uma pessoa que utiliza o transporte público por uma linha que sai do terminal Cruzeiro e vai para o Centro em horários de pico, pode ter uma economia diária, levando em consideração ida e volta um tempo de até 19 minutos. De carro próprio, o tempo caia para 14 minutos.

Essa fase da obra custará R$ 300 mil. Outra etapa está programada para o próximo ano. A prefeitura pretende trocar a capa asfáltica e o calçamento, além de outras melhorias como a implantação da ciclovia. Esta fase foi orçada em 22 milhões de reais com recursos federais. A Caixa Econômica Federal está realizando análises para que o dinheiro seja liberado.

Ainda nesta fase, serão realizadas mudanças no início da Avenida Transbrasiliana e em vias adjacentes a Avenida S-1 nas proximidades do morro da Serrinha.

Ciclovia

Assim como em outros corredores, o da 85 também terá ciclovia no canteiro central no trecho entre o início da Avenida S-1 até a o Viaduto da Praça do Ratinho.

Daí em diante a ideia é criar uma ciclorota em uma rua que Liga a 85 ao tribunal de Justiça de Goiás, fazendo assim a conexão com o futuro corredor T-7, já na Avenida Assis Chateaubriand que também contará com ciclovia e desta forma permitirá a ligação com o corredor Universitário.

A ideia foi tomada por conta da falta de espaço físico no trecho da 85 no setor sul, entre a Praças do Ratinho e Cívica, em que a via é mais estreita.

Fiscalização

Assim que as mudanças forem concluídas, haverá fiscalização como nos demais corredores. “Existem regras no trânsito que precisam ser perseguidas, se você não criar regras há um percentual pequeno de pessoas que tendem ter atitudes não responsáveis, pra isso naturalmente haverá monitoramento nas vias”, destaca o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia.

Hoje são multados nos corredores já implantados, os motoristas que trafegam de forma contínua na faixa destinada aos ônibus e que circulam acima de 60 km/h.

“O desrespeito ao pedestre e ao transporte coletivo tem resultado em inúmeras infrações. Hoje existe uma “Indústria da Infração”, o motorista precisa aprender a respeitar as leis de trânsito”, relata o secretário municipal de Trânsito, José Geraldo Freire.

Veja a entrevista do secretário de Trânsito sobre as obras na Avenida 85:

{youtube}GhhwRYxhb_4{/youtube}

Ano da mobilidade

Para o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, 2015 será o ano da mobilidade urbana, tendo em vista os projetos de corredores a serem executados.

Recentemente o governo federal autorizou a destinação de R$ 145.323.461,00, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – Pacto pela Mobilidade, para ser aplicado em seis corredores preferenciais de ônibus, que vão beneficiar as avenidas T-7, T-9, 85, Independência, T-63 e 24 de outubro.

Quanto aos corredores, o coordenador dos Corredores Preferenciais da CTMC, Sávio Afonso, destaca que os projetos estão sendo avaliados pela Caixa Econômica Federal para que ocorra a liberação de recursos para cada uma das obras.

De acordo com o coordenador dos Corredores Preferenciais da CTMC, a avaliação que a Caixa Econômica faz nada mais é do que a exigência de detalhes específicos.

“Por exemplo, um abrigo que nós estamos construindo, o abrigo vai com todas as características técnicas, desde parafusos até o tipo de vidro colocado nele, o custo deste parafuso, do vidro, do pavimento, uma drenagem que é feita, uma calçada que é rebaixada, são detalhes que estamos atendendo junto a Caixa”, afirma Sávio Afonso.

Veja o projeto 

{youtube}VYjIneddDUY{/youtube}

 

Leia mais sobre:
Cidades