09 de agosto de 2022
Retomada presencial

Prefeitura de Trindade e Governo de Goiás dão o pontapé inicial para organização da Romaria do Divino Pai Eterno

Após dois anos realizada de forma remota por conta da pandemia, maior festa católica do Centro-Oeste retoma o método presencial
Reunião aconteceu nesta terça-feira (29) no Palácio Pedro Ludovico Teixeira (Foto: Divulgação)
Reunião aconteceu nesta terça-feira (29) no Palácio Pedro Ludovico Teixeira (Foto: Divulgação)

Representantes da Prefeitura de Trindade estiveram na tarde desta terça-feira (29/03) no Palácio Pedro Ludovico, para junto com o Governo, darem o pontapé inicial na primeira reunião ampliada entre os Poderes para dar inicio a organização das estratégias buscando realizar a edição 2022 da romaria do Divino Pai Eterno, que irá retomar o formato presencial após dois anos.

Se o cenário epidemiológico da pandemia de Covid-19 persistir como está, ou melhorar ainda mais, a Romaria está programada para ocorrer normalmente com a presença de público, entre os dias 24 de junho e 03 de julho próximos.

Do governo estadual, estavam representantes dos seguintes órgãos: Goiás Turismo, Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Goinfra, Segurança Pública, Vigilância em Saúde (Secretaria Estadual de Saúde), Saneago e Metrobus. Em seguida, o grupo vai envolver também as secretarias estaduais de Comunicação e da Retomada. A tendência é que se realizem reuniões semanais.

Continua após a publicidade

Presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral destacou que esta comissão está “balizada” pelas orientações do governador Ronaldo Caiado, do prefeito Marden Júnior, e da Igreja Católica, com quem já houve reunião específica, na qual ficou clara a predisposição geral de realizar a Romaria deste ano presencialmente também, e não apenas de forma virtual como nos dois primeiros anos da pandemia, se o cenário epidemiológico continuar positivo.

“Vamos fazer a melhor Festa de Trindade de todos os tempos, e para isso precisamos de planejamento, de também envolver a iniciativa privada, para que no final de junho estejamos entregando um grande evento”, declarou Amarall.

Ele disse que a Secretaria Estadual de Saúde foi o primeiro órgão a ser ouvido e a tendência de flexibilizar um pouco mais para a realização da festa é muito grande. “Após monitoramento mensal ou quinzenal, poderemos fazer uma festa grande e tendo a saúde em primeiro lugar”, defendeu. Amaral lembrou que se trata de uma festa que tem “um custo benefício muito bem empregado, além de geração de emprego e renda, é uma festa nacional”.

Continua após a publicidade

Flúvia Amorim, superintendente de Vigilância em Saúde, explicou que o cenário da pandemia hoje já é bem positivo, com menor número de casos de ocupação de leitos e de óbitos. Por outro lado, citou que há uma nota técnica que ainda recomenda o uso de máscaras em aglomerações, em locais onde não seja possível o afastamento entre as pessoas.

“Estes são protocolos que vão mudando conforme as evidências e cenários. Pode ser que até junho tenhamos outro cenário epidemiológico, aí faremos a recomendação adequada, mas estamos há dois anos usando, então manter as máscaras faciais não será o fim do mundo se isso for necessário”, observou.

Por outro lado, ela chamou a atenção de todos que desejarem participar da Romaria deste ano: “A melhor forma da gente ter uma festa segura, e um pós-festa seguro, é ter pessoas completamente vacinadas, inclusive dose de reforço para os adultos acima de 18 anos, e crianças acima de 5 anos de idade só com o esquema completo de vacinas”, alertou a superintendente.

Já o chefe de Gabinete do prefeito de Trindade, Rodrigo Bueno, enfatizou que a reunião dá uma sequência decisiva ao planejamento da Romaria de 2022, “com o pensamento positivo de que até junho a situação epidemiológica do Brasil e da nossa cidade esteja melhor para que tenhamos a maior Romaria da história de Trindade”.

Bueno destacou que são muitos os órgãos envolvidos e o grupo deve dialogar semanalmente para o encaminhamento de todas as necessidades visando a realização da Romaria para os trindadenses, os goianos de modo geral e para os mais de 3 milhões de fiéis que geralmente participam das celebrações na cidade.

No primeiro encontro ampliado do grupo foram apontadas questões rotineiras da organização da festa, tais como o reforço na segurança pública, instalação de barracas na Rodovia dos Romeiros (a GO-060), limpeza da rodovia, ampliação na oferta de ônibus, entre outros. Mas também ficou acertado que a Vigilância em Saúde vai apontar questões específicas ligadas à pandemia.

Coordenada pelo presidente da Agência Estadual de Turismo (Goiás Turismo), Fabrício Amaral, a reunião teve as presenças do chefe de Gabinete do prefeito Marden Júnior, Rodrigo Bueno; e dos secretários de Turismo e Cultura, Warley Lopes, de Indústria, Comércio e Serviços, Gustavo Queiróz, da Casa Civil, Planejamento e Gestão Lhinicker D’Orázio e do superintendente de Serviços Públicos, Wagner Magno, todos de Trindade.