27 de junho de 2022
Combate

Prefeitura de Senador Canedo realiza dia D de combate à dengue nesta terça-feira (17)

A ação faz parte do Dia D de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika
( Foto: Vitória Carvalho)
( Foto: Vitória Carvalho)

A Prefeitura de Senador Canedo, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai realizar, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), um trabalho intenso de combate à dengue na cidade. O evento, que acontece na próxima terça-feira (17), na Praça Criativa Jardim das Oliveiras, a partir das 8h da manhã, conta com a presença de autoridades, agentes comunitários de saúde e de endemias.

A ação faz parte do Dia D de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. O projeto da SES tem como intuito, eliminar criadouros e informar a população sobre os hábitos que podem ser adotados para prevenir a procriação do mosquito.

Para realizar os trabalhos os agentes comunitários e de endemias municipais serão direcionados para a região, a fim de visitar as residências e eliminar os focos do mosquito em quintais, terrenos e nas ruas. O corpo de bombeiros também participa da ação sobrevoando casas com a ajuda de drones, com o propósito de localizar os criadouros do Aedes aegypti.

Continua após a publicidade

De acordo com o Major Adriano Lorenzo dos Santos, Subcomandante do Comando de Operações da Defesa Civil Estadual, a parceria com a SES já existe há muito tempo. “Essa parceria com a SES tem o objetivo de oferecer apoio aos municípios quando precisam. As equipes prestam apoio nas visitas quando o morador se recusa a realizar a inspeção no imóvel, em locais de difícil acesso e também com a ajuda dos drones, sobrevoando os terrenos em busca dos criadouros do mosquito” afirma o Major.

A superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Flúvia Amorim, ressalta a necessidade do trabalho integrado no combate às arboviroses – dengue, zika e chicungunya. “Não é um controle fácil de ser feito, e não pode ser considerado um problema só da Secretaria de Saúde, é um problema de todos. E é o trabalho de todos que faz a diferença”. Relata Flúvia.

SENADOR CANEDO

Continua após a publicidade

O município passa por uma situação crítica com relação à dengue, segundo dados da SMS, já foram confirmados mais de 4 mil casos da doença em diversos pontos da cidade, somente em 2022. Mas com as ações cotidianas esse número vem baixando gradativamente, entre os meses de março e abril houve a queda de mais de 30% nos casos, passando de 1040 para 683 confirmações.

A queda nos números de casos no município se dá graças a um trabalho intenso de combate a dengue, realizado pelos agentes de endemias nos domicílios.

Para Flávia Régia – diretora de vigilância em saúde, as ações educativas para identificação, orientação e eliminação de possíveis criadouros do mosquito é processo eficaz, entretanto, é necessário alertar a população sobre os cuidados com a própria casa. “Essa ajuda é fundamental para que a dengue, zika e chikungunya não se prolifere. Tire 10 minutos por dia para verificar seu quintal.”, ponderou.

Além disso, há o trabalho realizado pelos agentes de saúde, profissionais que são fundamentais para o combate da doença. Segundo Mariley Gomes,
Superintendente de Atenção Primária de Senador Canedo, os agentes têm maior facilidade para acessar as residências e orientar os moradores que estão sob sua responsabilidade. Mariley também afirma que os profissionais têm a autonomia para mobilizar ações de combate à dengue e podem direcionar a população para unidades de saúde em caso de sintomas e suspeita das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti.

A participação da população nas ações de combate ao mosquito transmissor tem sido apontada como um dos principais eixos dos programas de controle de dengue. Para a secretária municipal de saúde, Ludmyla Maranha, é difícil a tarefa de evitar epidemias de dengue, é necessário um conjunto de medidas de naturezas técnicas e sociais, que vão além dos “muros” do setor da saúde. “Percebemos que a participação comunitária pode somar nas ações de vigilância em saúde e em estratégias de controle mais efetivas e eficazes.” Afirma à secretaria.

O trabalho integrado entre a secretaria e a população é a forma mais eficaz para evitar a doença, e os moradores estão cada vez mais conscientes das medidas necessárias para se proteger.

É como observa a aposentada e moradora do bairro Jardim Liberdade, Rosimaria Santos. Ela relata que as visitas ajudam muito a fiscalizar os quintais para acabar com o mosquito. “Olha, eu mesmo já peguei dengue é muito ruim, essas visitas de fiscalização ajudam muito, pois às vezes a gente esquece de lavar as vasilhas dos animais, tirar a água da planta, jogar fora um lixinho que acumula água e quando o pessoal vem e alerta a gente, nós cuidamos melhor do terreno”, diz a aposentada.

Com o Dia D, a estimativa é que grande parte dos moradores da região participem da ação e entendam a importância de tirar 10 minutos do seu tempo para eliminar os possíveis criadouros do mosquito, como: Aparadores de água de filtro, área de descarte de sacos de lixo, bandejas de ar condicionado/geladeiras, caixas d’água/Reservatórios/Depósito de água, calhas, hortas, vasos em janelas e sacadas, entre outras.

Leia também: