20 de maio de 2024
PlanmobGyn • atualizado em 16/04/2024 às 17:22

Prefeitura de Goiânia prepara chamamento de bicicletas compartilhadas

Número de equipamentos deve variar de acordo com a região, chegando a 20 bicicletas por ponto
A publicação está prevista para ocorrer em até 30 dias e a iniciativa está prevista no Plano de Mobilidade Urbana de Goiânia. (Foto: Jucimar Sousa/Divulgação).
A publicação está prevista para ocorrer em até 30 dias e a iniciativa está prevista no Plano de Mobilidade Urbana de Goiânia. (Foto: Jucimar Sousa/Divulgação).

Em breve, Goiânia contará com bicicletas compartilhadas por meio do Plano de Mobilidade Urbana de Goiânia (PlanmobGyn), publicado na última sexta-feira (12). A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM), prepara o chamamento público e a publicação está prevista para ocorrer em até 30 dias.

Segundo a proposta, o número de equipamentos deve variar de acordo com a região, chegando a 20 bicicletas por ponto. Neste primeiro momento, cerca de 20 pontos estão em estudo para receber as bicicletas compartilhadas. O Plano de Mobilidade de Goiânia foi elaborado a partir de estudos complexos e extensos, e considera as variadas políticas de deslocamento vigentes no mundo todo.

Segundo a chefe de gabinete da Seplanh, Verônica Mansur, o chamamento será feito em diferentes modalidades, em uma delas a empresa que deseja se instalar em Goiânia apresenta o local para avaliação da equipe técnica. “Outra proposta prevê que nós, município, apresentemos os locais para a instalação, visando a integração com terminais, além da proximidade com as ciclovias”, explicou.

Revitalização e ampliação em Goiânia

Atualmente, a Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) trabalha na revitalização das ciclofaixas da Avenida Portugal. O trabalho já foi realizado no Lago das Rosas, Avenidas Assis Chateaubriand, T-63, dos Alpes, Jardim Botânico, Bairro Jardim America, parte do Parque Areião, e Parque Vaca Brava. Na Rua 44, Bairro Norte Ferroviário, além da revitalização, a ciclofaixa foi ampliada até a Alameda Contorno, no Parque Mutirama. De acordo com o titular da Mobilidade, Marcelo Torrubia, a fiscalização também tem sido intensificada nesses pontos.

“Temos aumentado a fiscalização para garantir o respeito às ciclovias e ciclorrotas. Também trabalhamos na criação de um corredor de 42 quilômetros, ligando o Universitário até o Samambaia, com uma licitação para aumentar a malha cicloviária de Goiânia e melhorar a mobilidade”, explicou Marcelo Torrubia, ao frisar que atualmente a capital conta com cerca de 128,95 km de ciclovias.

A previsão é que as obras comecem no início do segundo semestre de 2024, caso a licitação transcorra dentro do prazo aguardado.

Marcelo Torrubia

Em Goiânia, o estudo contou com robusta participação popular para a elaboração deste documento de mais de 400 páginas, que reúne diversos estudos e ideias para tornar a mobilidade das grandes cidades mais democrática e acessível a todos.


Leia mais sobre: / / Cidades / Goiânia

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019