26 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 12/01/2022 às 19:33

Prefeitura de Goiânia avalia novo decreto e mira endurecer diretrizes para grandes eventos

Reunião no Paço Municipal começou a desenhar um novo decreto para a capital. Na mira: os grandes eventos. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia)
Reunião no Paço Municipal começou a desenhar um novo decreto para a capital. Na mira: os grandes eventos. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia)

Com o avanço do combo infeccioso como a dengue, gripe e ômicron em Goiânia, a Prefeitura já avalia tomar medidas de contenção como a implantação de um novo decreto restritivo. Com o próprio prefeito Rogério Cruz (Republicanos) afastado por conta da Covid-19, seu time de secretários se reuniu nesta quarta-feira (12/01) com representantes do setor empresarial e corporativo para discutir novas restrições na capital. 

LEIA TAMBÉM: Positividade de testes para covid aumenta e chega a quase 25% em Goiânia

O resultado da reunião, onde os secretários, Durval Pereira (Saúde), Arthur Bernardes (Governo) e José Alves Firmino (particular e chefe de gabinete) puderam apresentar os dados epidemiológicos aos representantes serão apresentados ao prefeito Rogério Cruz para que possa tomar a decisão com relação a um novo decreto que deverá ser publicado na próxima sexta-feira (14/01).

Continua após a publicidade

Na mira da Prefeitura, estão os grandes eventos. A avaliação é que houve um afrouxamento nas medidas de contenção para a Covid-19 e protocolos foram descumpridos. “A possibilidade desse novo decreto, se vier, vai vir para regular grandes eventos, onde estão aglomerando e não mantendo os padrões de segurança sanitária que é distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel. Aqueles básicos”, comenta ao Diário de Goiás, Marcelo Baiocchi, presidente da Fecomércio-GO, que esteve presente na reunião.

Não está na pauta, o fechamento ou restrições nos comércios da capital. “Fora de cogitação. Isso não há necessidade porque é reconhecido que dentro desses ambientes há um controle sanitário bem rígido”, destaca.

Novo decreto em Goiânia chega em momento preocupante

Continua após a publicidade

O novo decreto vem num momento em que Goiânia vive nova alta dos casos de Covid-19, além de conviver com surtos de gripe. Na semana passada a unidade do Procon na capital teve de fechar após contaminação em massa. A Agência Municipal de Meio Ambiente também registrou números preocupantes.

Nesta quarta-feira (12/01) pouco antes do debate a respeito do novo decreto de Goiânia vir a tona, a Secretária Municipal divulgou que a positividade das testagens ampliadas havia chegado a 25%, um número preocupante, comparado a outras épocas.  “É uma variante que oferece pouco risco e muita contaminação. Em consequência disso, somada a gripe, tem trazido grandes transtornos no atendimento. Não na parte hospitalar porque tem quantidade suficiente de leitos. O que a prefeitura mais se preocupa é que as pessoas possam manter as medidas de segurança”, destacou Baiochi.

Leia mais sobre:
Destaque Goiânia