16 de junho de 2024
Cidades

Prefeitura de Goiânia lança em maio edital de construção do BRT Norte/Sul

O prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, deve lançar no mês de maio o edital de licitação do corredor BRT (Bus Rapid Transit) Norte/Sul. A prefeitura estima que a obra seja concluída em 24 meses após a realização da licitação. Na última terça-feira (24), durante o lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 da Mobilidade Urbana, a presidenta Dilma Rousseff destinou R$ 210 milhões à construção do BRT.

Ao todo, o projeto tem custo estimado em R$ 274 milhões. Desses, R$ 64 milhões virão da Prefeitura de Goiânia, por meio de financiamento junto a Corporação Andina de Fomento (CAF). Segundo o engenheiro e coordenador do projeto, Benjamin Kennedy Machado da Costa, o corredor BRT Norte/Sul terá 22,7 km de extensão, contará com seis terminais de integração e 32 estações de embarque e desembarque. O trecho será exclusivo, com canaleta central destinada à operação do transporte coletivo. Ele será operado utilizando ônibus articulados, que vão circular com velocidade entre 25 e 30 km/h. Hoje, a média é de 14 km/h.

As obras do corredor terão início no Terminal de Integração Cruzeiro do Sul, localizado na Avenida Rio Verde, no Parque Amazônia (divisa com Aparecida de Goiânia), região Sudoeste de Goiânia. A construção do trecho seguirá até o Terminal de Integração Recanto do Bosque, na Avenida Mangalô, no bairro homônimo, localizado na região Noroeste.

O itinerário do corredor compreenderá os seguintes trechos: Avenida Rio Verde, Avenida Quarta Radial, Avenida Primeira Radial, Rua 90, Praça do Cruzeiro, Rua 84, Rua 82 (Praça Cívica), Avenida Goiás, Avenida Goiás Norte, Avenida Horácio Costa e Silva, Avenida Genésio de Lima Brito, Avenida dos Ipês, Avenida Lúcio Rebelo, Rua Oriente e Avenida Mangalô.

“Pensar a mobilidade urbana é pensar a melhor forma de garantir o acesso das pessoas aos mais distintos locais da cidade, de modo mais eficiente em termos econômicos, sociais e ambientais. O BRT Norte/Sul é mais um passo da administração municipal na garantia aos direitos básicos de mobilidade do cidadão”. O Prefeito Paulo Garcia lembra que são inúmeras as discussões sobre o tema, uma vez que elas envolvem os meios de transportes, a infra-estrutura viária, o controle do trânsito, a gestão urbana e o comportamento individual.

Para o coordenador do projeto, outro ponto importante da obra reside na questão da segurança que será dada à população. Os ônibus serão equipados com sensores e câmeras de monitoramento, que vão funcionar 24 horas por dia. “O corredor exclusivo BRT Norte/Sul vai proporcionar mais conforto, agilidade e segurança nas viagens feitas em Goiânia. Tenho certeza de que o corredor vai trazer uma nova ideia do transporte público coletivo para a população”, conclui Benjamin. (Com informações da Prefeitura de Goiânia)


Leia mais sobre: Cidades