13 de julho de 2024
100% digital • atualizado em 25/06/2024 às 10:23

Prefeitura de Goiânia desenvolve aplicativo para venda de bilhetes Área Azul

O app que promete agilizar a impressão dos bilhetes de estacionamento está em fase de testes e começará a funcionar em julho
O bilhete poderá ser emitido dentro da plataforma Prefeitura 24h. Foto: Mobilidade
O bilhete poderá ser emitido dentro da plataforma Prefeitura 24h. Foto: Mobilidade

A Prefeitura de Goiânia está desenvolvendo um aplicativo que promete agilizar e tornar mais prática a emissão de bilhetes do estacionamento da Área Azul, na capital. A digitalização do serviço está em fase de testes, prevista para ser oficialmente implementada a partir do dia 1º de julho.

O objetivo é transformar a venda em 100% digital e economizar com a impressão de papéis, além de contribuir com a limpeza urbana da cidade. O aplicativo está sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal de Mobilidade em parceria com a Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sictec).

Inovação

O secretário municipal de Mobilidade, Marcelo Torrubia, destacou que a ferramenta é um grande avanço para a prefeitura. “Essa é uma importante inovação da gestão do prefeito Rogério que mostra a capacidade técnica dos nossos servidores, já que tudo tem sido feito por meio de recursos próprios”, enfatizou.

Torubia descreveu como foi o processo de desenvolvimento do aplicativo. “Esse trabalho em conjunto tem sido realizado há cerca de quatro meses. A Sictec desenvolveu a parte de venda dos bilhetes virtuais e a Mobilidade trabalhou na tecnologia para consulta dos agentes por meio do aplicativo e-tran, que indica pelo número da placa se o veículo foi marcado para utilizar o estacionamento da área”, explicou o secretário.

Para utilizar o serviço de emissão do bilhete de Área Azul, que será disponibilizado dentro do aplicativo Prefeitura 24h, o cidadão deve baixar o app e realizar a compra do cartão de 1h ou 2h no valor de R$1,50, e R$2,50, respectivamente. Basta selecionar a opção Área Azul. O pagamento pode ser feito por meio de pix ou cartão de crédito.

Além da digitalização da impressão do bilhete, o trabalho de fiscalização dos agentes de trânsito também será 100% digital por meio do e-tran, desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Mobilidade. “Nosso corpo técnico criou a opção Área Azul – Estacionamento Rotativo, onde a consulta poderá ser realizada em tempo real”, explica o titular da Mobilidade.

Áreas Azuis em Goiânia

Atualmente, a capital possui 1.979 vagas de Área Azul em Campinas, sendo 48 para pessoas idosas e 31 para pessoas com deficiência. Já o Centro tem 1.712 com 28 vagas para pessoas idosas e 48 para pessoas com deficiência. A Região da 44 conta com 150 vagas na Rua 44 e na Avenida Contorno, sendo 123 (74 na Rua 44 e 49 na Avenida Contorno).

A Secretaria de Mobilidade chama atenção dos motoristas quanto a regularização do estacionamento. De acordo com o Art 181 XVII do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estacionar na Área Azul sem o bilhete gera multa de R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Goiânia

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.