19 de julho de 2024
Benfeitorias

Prefeitura de Goiânia conclui obra de ampliação do abastecimento de água na Região Noroeste

O investimento foi de R$ 5 milhões. As melhorias vão proporcionar maior abastecimento de água para 75 mil pessoas
Foto: Cristiano Borges
Foto: Cristiano Borges

A Prefeitura de Goiânia concluiu as obras de ampliação do sistema de abastecimento de água da Região Noroeste da capital. A entrega foi feita pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos), nesta sexta-feira (17), ao lado do governador Ronaldo Caiado (União Brasil), no Jardim Curitiba I.

As obras do Centro de Reservação Curitiba I e II, com volume total de 7,2 milhões de litros de água já estão em uso. O investimento total foi de R$ 5 milhões. A ampliação do abastecimento vai beneficiar 75 mil pessoas dos setores Bairro da Vitória, Condomínio Fortaleza, Jardim Curitiba, Jardim Liberdade e Tremendão.

Durante o evento, o governador e o prefeito assinaram ordem de serviço para execução de mais obras. Serão feitas a ampliação do sistema de abastecimento de água da Região Noroeste, com a construção de 18,1 quilômetros de adutoras, três reservatórios com capacidade de cinco milhões de litros cada, duas estações de bombeamento e um tanque de equilíbrio, no valor de R$ 43 milhões, e, ainda, a ampliação do centro de reservação Vila Cristina, com capacidade de 10 milhões de litros, no valor de R$ 8 milhões. Somados, os investimentos chegam a R$ 51 milhões.

Com as obras, será disponibilizada maior quantidade de água para atender cerca de 231 mil habitantes dos seguintes bairros e imediações: Chácara Recreio São Joaquim, Conjunto Vera Cruz, Jardim Real, Recanto das Garças, Residencial Buena Vista, Residencial Coimbra Bueno, Residencial Tempo Novo, Setor Maysa, Solar Ville, Tropical Ville e Vila Mutirão.

O governador destacou a importância da parceria entre a Prefeitura de Goiânia e a Saneago. “Graças à parceria com a Prefeitura de Goiânia, que é responsável, hoje, por 30% da arrecadação da Saneago, é que temos a tarifa social. Se não tivéssemos a parceria com a Prefeitura de Goiânia, e das maiores cidades, a Saneago já teria fechado, ficando só com passivo trabalhista e sem condição alguma de levar água tratada para os menores municípios do nosso estado”, disse Caiado.

Rogério Cruz ressaltou que há um contrato entre a Saneago e a Prefeitura para a execução de obras de saneamento na capital. Trata-se de uma estatal que é controlada por meio de regulação do município e do estado”, afirmou o prefeito.


Leia mais sobre: / / Cidades / Goiânia

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.