17 de agosto de 2022
Reajuste

Prefeitura de Goiânia atualiza tabela salarial com aumento de remuneração dos servidores para 2022

Os valores já contam com os reajustes da data-base, de 9,32%, referentes aos anos de 2020 e 2021
(Foto: Secom)
(Foto: Secom)

O prefeito Rogério Cruz assinou decreto, publicado no Diário Oficial do Município, nesta segunda-feira (27), com as novas tabelas salariais dos servidores para este ano. Os valores já contam com os reajustes da data-base, de 9,32%, referentes aos anos de 2020 e 2021. Os benefícios atingem todos os mais de 45 mil servidores, dentre ativos, aposentados e pensionistas.

Com os reajustes, o menor salário pago na prefeitura para um servidor em início de carreira é de R$ 1.212. Já o maior é o do prefeito, R$ 26.596,90. As gratificações e subsídios, por sua vez, variam entre R$ 655,92 e R$13.118,40.

Também há novas tabelas dentro do plano de cargos e salários de agentes de combate a endemias, agentes comunitários de saúde, guardas municipais, procuradores e servidores operacionais.

Continua após a publicidade

De acordo com o prefeito Rogério Cruz, a atualização da data-base é um direito e forma de valorizar ainda mais os servidores do município. “Valorizamos nossos servidores, que são responsáveis diretos pela eficiência da administração”, destaca.

Outros benefícios foram concedidos aos servidores da Educação, como o reajuste de 15% aos profissionais, aumento de 50% no valor do auxílio locomoção e de 15% na gratificação de regência, que é destinada aos professores que atuam em sala de aula. Os administrativos, por sua vez, terão direito a R$ 300 de auxílio locomoção, mensalmente.

Também foram concedidas progressões salariais a 7.663 servidores no mês de abril. O benefício segue critérios de tempo de serviço e avaliações de desempenho realizadas anualmente. A todos eles, foram pagas diferenças que resultaram dos meses em que já possuíam direito ao benefício. Somados os valores, a prefeitura pagou mais de R$ 12 milhões e, com isso, não há mais restos a pagar.

Continua após a publicidade

Dentre os servidores, estão 3.957 administrativos educacionais, 50 que eram funcionários administrativos educacionais (FAE), 2.613 administrativos, 06 agentes de trânsito, 55 auditores, 15 guardas municipais, 385 servidores da Saúde, 330 analistas e 177 professores.

Outra iniciativa é a volta da contagem para o pagamento do quinquênio, direito que é concedido a cada cinco anos de exercício das atividades, com 10% de adicional sobre o salário base. O benefício havia sido suspenso por causa da Lei Federal 173, e agora retornou à folha de pagamentos dos servidores. Mais de 38 mil já recebem pelo tempo de serviço dedicado à Prefeitura de Goiânia.