26 de maio de 2022
Cidades

Prefeitura de Aparecida lança obras de construção de 23 unidades escolares

Em Aparecida de Goiânia, nessa quinta-feira (24) o prefeito Maguito Vilela (PMDB) e o secretário de Educação do município, Domingos Pereira, darão ordem de serviço e de licitação para 22 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e uma escola de tempo integral. A assinatura dos documentos será no Centro de Cultura e Lazer José Barroso, às 9 horas. De acordo com o prefeito Maguito Vilela, o objetivo é aumentar o número de vagas na rede municipal. “Com a construção destas 23 novas unidades, a demanda de vagas na rede municipal de educação irá diminuir, possibilitando que mais mães possam deixar seus filhos na escola e irem trabalhar”, pontua o peemedebista.

Vinte e um dos Cmeis que serão anunciados, fazem parte de um total de 36, autorizados pelo Governo Federal em setembro do ano passado. Três já foram licitados e o prefeito assinará a ordem de serviço. Os outros 18 terão a licitação iniciada, já que a primeira parte do recurso previsto, no valor de R$ 10 milhões, foi liberada pela presidenta Dilma Roussef no último dia 14, durante o lançamento do programa Brasil Carinhoso. Por fim, o Cmei do Papilon Park, que já havia sido licitado, também terá a obra iniciada. A Prefeitura teve que realizar nova licitação da unidade porque a empresa vencedora do processo legal desistiu da construção. Com a substituição da empreiteira, as obras também serão iniciadas na quinta.

Já o setor Madre Germana receberá uma escola de tempo integral, no valor de R$ 3 milhões, também custeada com recursos do Tesouro Municipal e Governo Federal. A unidade também será licitada. Outras sete quadras cobertas para escolas que não contavam com essa estrutura também serão anunciadas pelo prefeito Maguito Vilela durante a solenidade no José Barroso. Elas já foram licitadas e as obras também terão início no dia 24 de maio.

Continua após a publicidade

O investimento inicial nestas 23 unidades educacionais e 7 quadras poliesportivas é de R$ 20 milhões. Os recursos são Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com contrapartida do município. Todas as unidades serão padronizadas. No caso dos Cmeis, terão no mínimo seis salas de aula, brinquedoteca, cozinha, refeitório, área de convivência e de lazer. Elas terão capacidade cada unidade terá a capacidade para atender 120 crianças cada. Já a escola de tempo integral, além das salas de aula, contará com biblioteca, laboratório de informática, refeitório, centro de convivência, cozinha, quadra esportiva e salas para coordenação e diretoria.

A expectativa da SME é de que as obras começem de imediato. “Com as obras sendo iniciadas até julho, os Centros de educação estarão prontos para funcionar no início do ano letivo de 2013”, enfatiza o secretário de Educação, Domingos Pereira. Segundo ele, todos os Cmeis contarão com professores concursados e formados, quatro refeições diárias, higiene e lazer. “Além de oferecer a vaga para que as mães possam deixar seus filhos nos centros de educação municipais, também nos preocupamos com o bem-estar da crianças e em dar uma educação de qualidade nesta primeira fase da alfabetização”, ressalta Maguito. “A educação é o maior bem das pessoas, com ela formamos cidadãos de bem e possibilitamos um futuro mais digno a todos”, completa.

Bairros contemplados:

Continua após a publicidade

Jardim Bonanza;
Parque Trindade;
Alto Paraíso;
Jardim Florença;
Independência Mansões;
América Park;
Santo André;
Jardim Tiradentes;
Residencial Garavelo;
Pappilon Park;
Madre Germana;
Vila Delfiore;
Residencial Brasicon;
Primavera;
Candido de Queiroz;
Residencial Araguaia;
Andrade Reis;
Retiro do Bosque;
Buriti Sereno;
Maranata;
Vila Maria ;
Cidade Vera Cruz.

(Com informações da Prefeitura de Goiânia)

Leia mais sobre:
Cidades