17 de abril de 2024
Saúde Pública • atualizado em 29/05/2023 às 19:24

Prefeitura de Aparecida de Goiânia coordena força-tarefa contra a malária

Prefeitura de Aparecida de Goiânia promove ações para deter o contágio da doença com o apoio do Estado de Goiás e do Governo Federal
Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia. Foto: Divulgação.
Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia. Foto: Divulgação.

A prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), coordena uma força-tarefa para identificar os focos e deter o contágio da malária no município. Desde o último dia 23 de maio, a Secretária Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia elabora um inquérito epidemiológico na região do Bairro Independência, que teve em 2023, casos confirmados da doença. Na manhã desta segunda-feira (29), foram intensificadas atividades de campo e o ponto de partida, foi às 10h, de uma chácara localizada no Bairro Independência.

O objetivo da iniciativa é monitorar a situação e prevenir novos casos de malária, que é transmitida por meio da picada de fêmeas do Anopheles, o “mosquito-prego”, infectadas pelo protozoário Plasmodium.

Os trabalhos são dirigidos pela superintendência de Vigilância em Saúde da SMS, sob gestão de Daniela Fabiana Ribeiro.

LEIA TAMBÉM: Casos de malária voltam a preocupar Goiás

As ações conjuntas têm mobilizado dezenas de profissionais e incluem reuniões técnicas e trabalhos de campo com ações educativas, busca ativa nas residências, mapeamento por drones, testagem e levantamentos epidemiológicos, dentre outras atividades. Os exames feitos na população local são do tipo “gota-espessa” e teste rápido para diagnóstico da malária.

Estão envolvidos na força-tarefa representantes das Vigilâncias em Saúde de Aparecida e Estadual (Suvisa); das secretarias de Desenvolvimento Urbano (SDU) e de Meio Ambiente e Sustentabilidade de (Semma) de Aparecida; da equipe técnica da coordenação de Eliminação da Malária do Ministério da Saúde (MS); do Laboratório de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen); do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (IPTS) e do 7º Batalhão de Bombeiro Militar de Aparecida (7º BBM).


Leia mais sobre: / / / / / / / / Saúde

Fabrício Carvalho

Casado com Kariny Melo e pai do Ítalo Melo. Na vida o que vale é ter histórias para contar.