25 de maio de 2024
Violência • atualizado em 20/11/2023 às 13:57

Prefeito de Iporá pode sofrer impeachment após prisão decretada

Vereadores de Iporá neste momento apresentaram requerimento de impeachment de Naçoitan Leite, que segue foragido.
Naçoitan estava separado da mulher há cerca de dois meses, mas não aceitou o fim da relação. (Foto: Divulgação).
Naçoitan estava separado da mulher há cerca de dois meses, mas não aceitou o fim da relação. (Foto: Divulgação).

Neste último domingo (19), a Justiça decretou a prisão preventiva do prefeito de Iporá, no oeste de Goiás, Naçoitan Leite. Na madrugada de sábado (18) ele teria invadido a casa da ex-companheira e efetuado cerca de 15 disparos de tiros na porta do quarto onde ela estava com o atual namorado. Ele ainda está sendo procurado pela Polícia Civil de Goiás.

Enquanto a polícia tenta localizar o foragido, nesta segunda-feira (20), a Câmara de Municipal de Iporá realizou a análise do requerimento da Vereadora Viviane Specian que pede a posse da vice prefeita da cidade, Maysa Peres, e como consequência o impeachment de Naçoitan. Com 12 votos, a favor e nenhum contrário, o requerimento foi aprovado em sessão ordinária, e por sorteio foi criada uma comissão.

Entenda o caso

Naçoitan estava separado da mulher há cerca de dois meses, mas não aceitou o fim da relação. A ex-mulher e o seu atual namorado conseguiram se trancar no quarto após perceberem a invasão e se protegeram contra os disparos. Em entrevista à TV Anhanguera, a ex-companheira do prefeito afirma ter ouvido ele gritar seu nome duas vezes durante a invasão, momento em que descarregou o pente da arma contra a porta do quarto.

Em vídeo divulgado pelo Metrópoles é possível ver o momento em que Naçoitan usou uma caminhonete para quebrar o portão da casa da vítima. A ação durou 3 minutos. Confira:


Leia mais sobre: / / / / / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019