17 de abril de 2024
MARIA DA PENHA • atualizado em 18/11/2023 às 21:13

Prefeito de Iporá é procurado pela Polícia por tiros na casa da ex-mulher

Suspeita é que ele tenha invadido o imóvel usando uma caminhonete e depois atirado 15 vezes; ninguém se feriu
Naçoitan Leite, prefeito de Iporá, é suspeito do atentado e está sendo procurado - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Naçoitan Leite, prefeito de Iporá, é suspeito do atentado e está sendo procurado - Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Delegacia da Mulher de Iporá investiga o prefeito da cidade e líder ruralista Naçoitan Araújo Leite (ex-PSDB), por suspeita de invadir a casa da ex-companheira e atirar 15 vezes contra o quarto dela. A mulher, que não foi identificada, estava com o atual companheiro e ambos não se feriram.

A reportagem não conseguiu localizar o prefeito de Iporá para ouvir a versão dele.

O prefeito teria utilizado o próprio carro dele, uma caminhonete, para derrubar o muro da residência e assim ter acesso ao interior do imóvel. Após a invasão, ele efetuou os disparos dentro do imóvel e fugiu. Agora está sendo procurado.

Informações preliminares indicam que Naçoitan estaria separado da mulher há cerca de dois meses. Por não aceitar o fim da relação, ele teria cometido o atentado.

Polêmicas

Naçoitan já esteve no foco de diferentes polêmicas. Em abril, como mostrou o Diário de Goiás, ele foi denunciado pelo Ministério Público por incitar atentados a simpatizantes e filiados no Partido dos Trabalhadores.

Há um ano, em novembro de 2022, o prefeito de Iporá se desculpou por outra polêmica. Ele fez postagens falando em “eliminar” o presidente Lula (PT), e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.

Em 2021 um vereador denunciou que foi agredido fisicamente pelo prefeito ao filmar a participação dele em um churrasco.

Em 2018 Naçoitan foi filmado tentando impedir a realização de uma blitz da Balada Responsável que foca em flagrar condutores alcoolizados. A situação foi mostrada em vídeo exibido pelo portal G1.


Leia mais sobre: / / / Notícias do Estado / Política

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.