13 de abril de 2024
Precariedade • atualizado em 02/02/2024 às 13:59

Prefeito de Catalão promete fazer tapa-buraco em rodovia totalmente destruída; veja vídeo

Quanto ao asfalto, de acordo com a assessoria do prefeito, Adib entregou aos representantes o projeto para analisarem a infraestrutura e investimentos
Rodovia São Sebastião se encontra danificada. Foto - Divulgação
Rodovia São Sebastião se encontra danificada. Foto - Divulgação

Como já adiantado pelo Diário de Goiás, o impasse que envolve prefeitura de Catalão e mineradoras do município ainda segue sem um acordo definitivo em relação a rodovia municipal Sebastião de Pádua, que se encontra totalmente destruída dificultando principalmente, o acesso de fornecedores à empresas instaladas nas imediações e de moradores.

Vídeo exclusivo obtido pelo Diário de Goiás mostra como está a situação da via, sem o asfalto e com aparência de abandono, caminhoneiros autônomos não conseguem trafegar pelo local. Veja:

Em busca de resposta para solucionar o problema, representantes de mineradoras se reuniram nesta quinta-feira (1º) com o prefeito Adid Elias para apresentar projeto de recuperação da estrada.

Sem um acordo definido para o recapeamento da via, Adib Elias propôs de início, um serviço básico paliativo de tapa-buraco com cascalho, a partir desta segunda-feira (6). Inclusive, este mesmo serviço foi feito há pouco mais de três meses, mas com o período de chuva o problema voltou.

Por meio de nota, a assessoria do prefeito disse que ele entregou, aos representantes durante reunião desta terça-feira, um projeto para as empresas analisarem a infraestrutura e o valor de investimento.

Ainda segundo a assessoria, uma nova reunião com representantes está marcada para a próxima semana.

A situação da rodovia tem levado a manifestações de caminhoneiros, principalmente autônomos, que necessitam do trecho. Além do grave problema que a rodovia oferece a uma das maiores mineradoras de Goiás, fornecedores e proprietários rurais também sofrem porque não conseguem trafegar pelo local.

Ameaça de interdição

O problema da Rodovia já é antigo. Em outubro do ano passado, o mesmo grupo de profissionais autônomos paralisaram o trecho como forma de protesto. Na época, a ação resultou em serviços paliativos que não suportaram o período chuvoso. 

À nossa reportagem, um dos líderes de caminhoneiros e dono de transportadora, disse que, caso não chegue a um acordo definitivo com a prefeitura, eles podem aderir a uma nova interdição da rodovia.

Presente na reunião com Adib Elias, a Mineradora CMOC Brasil divulgou uma nota detalhando a movimentação para resolver a questão. De acordo com a empresa, outras mineradoras instaladas no município também seriam mobilizadas ao longo da rodovia para conhecerem o projeto.

Após a reunião, nossa reportagem solicitou um novo posicionamento da CMOC Brasil, até o fechamento desta matéria não tivemos retorno. Além da empresa, nossa reportagem também procurou a prefeitura de Catalão nesta sexta-feira (2), e não tivemos retorno. O espaço segue aberto.

Confira na íntegra nota da CMOC

A CMOC Brasil informa que, a convite da Prefeitura Municipal de Catalão, participou de uma reunião sobre a Rodovia Sebastião de Pádua, no dia 24 de janeiro de 2024, com o Prefeito, o Secretário de Administração e o Secretário de Transporte e Infraestrutura.

Na ocasião, a Prefeitura de Catalão disse aos representantes da CMOC ali presentes sobre o interesse de reunir as demais empresas, que possuem unidades instaladas ao longo da rodovia, para apresentar-lhes um projeto de reforma da referida estrada.

A pedido da Prefeitura, a companhia intermediou os contatos com as empresas que atuam no local para uma nova reunião, a ser realizada amanhã (1º de fevereiro de 2024), no Paço Municipal, onde será apresentado o Projeto de Reforma da Rodovia pelo órgão municipal.

A CMOC reafirma seu compromisso com a transparência, com a verdade e a disponibilidade de colaborar, juntamente com as demais empresas, com possíveis melhorias na via pública municipal mencionada, a Rodovia Sebastião de Pádua.”


Leia mais sobre: / / / / Cidades