15 de julho de 2024
Economia

Preço dos combustíveis subiu 33,75% em um ano, em Goiânia

Combustíveis têm forte alta. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Combustíveis têm forte alta. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O preço dos combustíveis em Goiânia já acumula alta de 33,75% nos últimos 12 meses, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o IBGE, o etanol foi o que mais subiu, com reajuste de 42,27% no período. A gasolina aumentou 32,56%. O diesel tem, em 12 meses, acréscimo de 24,45% no valor do litro.

Conforme a prévia da inflação, só neste mês houve alta de 2,91% nos combustíveis, o que pesa para elevação de 1,67% no grupo Transportes, um dos vilões do IPCA em Goiânia em abril.

Alta da inflação

Com a alta nos combustíveis, Goiânia deve ter elevação no índice de inflação em abril. A prévia do IPCA registra registra variação mensal de 0,49%, o terceiro aumento no ano.

Com isso, o acumulado no ano vai a 2,77%, e o acumulado dos últimos 12 meses, a 7,15%, segunda maior taxa do país. O índice nacional ficou em 0,60% em abril, com 0,33 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa registrada em março (0,93%). No ano, o IPCA-15 acumula alta de 2,82% e em 12 meses, de 6,17%.

Outros vilões

Além dos Transportes, houve alta nos grupos de Saúde e cuidados pessoais (0,39%), puxados principalmente pelas altas de óculos de grau
(5,12%), e produto farmacêutico hormonal (3,82%); Alimentação e bebidas (0,33%), principalmente devido às elevações nos preços do biscoito (4,28%), alcatra (4,12%), batata-inglesa (3,83%) e contrafilé (3,49%); Artigos de residência (0,08%); e Comunicação (0,04%), devido à variação do preço do aparelho telefônico (0,24%).


Leia mais sobre: / / Destaque 2 / Economia