15 de julho de 2024
Eleições municipais

Pré-candidato do PT em Bela Vista prepara plenárias para ouvir sugestões da população

Marcos Teles programa uma agenda de plenárias para ouvir demandas e preparar plano de governo, com reuniões já marcadas para as próximas sexta-feiras
O pré-candidato do PT fará plano de governo com base em respostas das plenárias. Foto: Reprodução
O pré-candidato do PT fará plano de governo com base em respostas das plenárias. Foto: Reprodução

O projeto de plano de governo do pré-candidato do PT à prefeitura de Bela Vista, Marcos Teles, é realizar plenárias para ouvir a população, e assim, construir propostas condizentes com as demandas. A primeira reunião já está prevista para a noite desta sexta-feira (21) e pretende discutir temas como educação, cultura, juventude, esporte e lazer.

Ao Diário de Goiás, o pré-candidato destacou que as reuniões serão presenciais e virtuais. “Temos programados três plenários presenciais de alguns temas e os demais nós vamos fazer pela internet, virtuais”, ressaltou. A próxima plenária já está prevista para a semana que vem, também na sexta (28). “A próxima sexta, vai ser sobre agricultura, pecuária, meio ambiente, infraestrutura rural, aí entra o pessoal do programa Porteira Adentro, que é um programa específico para produtores de leite”, elabora.

A última agenda presencial está programada para os dias 03 e 04 de julho, cujo tema principal será saúde pública. Conforme Teles, as demais serão virtuais ainda sem data prevista, mas discutirão os temas: desenvolvimento econômico, sustentável, turismo, geração de emprego e renda.

“Depois vamos com um ponto específico com servidores públicos. Uma terceira também virtual sobre estrutura urbana, limpeza pública, iluminação pública, coleta de lixo doméstico e coleta seletiva, mobilidade urbana, calçadas acessíveis, trânsito, sinalização de trânsito, educação para o trânsito, fiscalização e arborização”, elucidou o pré-candidato. De acordo com ele, há expectativa de boa participação da população. “Hoje, nós teremos um termômetro”, pontuou.

Marcos Teles, que já foi prefeito de Bela Vista entre 2005 e 2008, diz que a estratégia chegou a ser utilizada na antiga gestão, mas não surtiu efeito muito promissor devido a dificuldades financeiras do município. “Na época nós tínhamos uma arrecadação que girava entre 800 e 850 mil e tinha uma despesa fixa da prefeitura de 1,2 milhão. A população participou, mas depois a prefeitura não teve como dar as respostas. No primeiro ano teve uma boa participação, depois acabou. A população ficou um pouco frustrada pela situação da prefeitura não conseguir dar as respostas esperadas. Agora a situação da prefeitura é completamente diferente”, explica.

Reforçando que a atual situação financeira da cidade está melhor que na primeira gestão, o pré-candidato do PT se mostra positivo quanto aos possíveis resultados do pleito. “Nós estamos esperançosos e muito confiantes que temos amplas chances de ganhar as eleições, e ganhando, nós temos posições de implementar grande parte das expectativas e necessidades da população”, finaliza.


Leia mais sobre: / / / Bela Vista de Goiás / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.