09 de agosto de 2022
Tributos

Prazo para entregar Imposto de Renda 2022 encerra nesta terça (31); saiba como declarar e evite multa

Limite é até às 23h59 desta terça-feira (31) e multa pode variar do valor de R$ 165,74 a 20% da taxa não paga
Mais de 542 mil ainda não entregaram declaração. (Imagem: reprodução)
Mais de 542 mil ainda não entregaram declaração. (Imagem: reprodução)

De acordo com a Receita Federal, mais de 542 mil pessoas ainda não declararam o Imposto de Renda 2022, do qual o prazo se encerra às 23h59 desta terça-feira (31). A orientação àqueles que não fizeram ainda por falta de documentos podem entregar uma declaração incompleta à Receita Federal para escapar da multa que pode variar entre R$ 165,74 e até 20% do valor da taxa não paga.

Ainda de acordo com a Receita federal, até as 11h desta terça, 33,6 milhões de declaração do IR foram enviadas. A instituição reforça, ainda, que estão obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual os cidadãos que tiveram, em 2021, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70. Também deve declarar quem recebeu, no ano passado, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, em valor superior a R$ 40 mil, de aplicações financeiras, doações, heranças, partilha de divórcio, meação, indenizações, dividendos e juros sobre capital próprio, além de quem recebeu, em 2021, receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor acima do limite de R$ 142.798,50.

A declaração, que pode ser enviada após o preenchimento da página “Identificação do Contribuinte”, deve conter o nome do cidadão, data de nascimento e endereço. Para começar, basta baixar o programa do IR no site da Receita Federal ou o aplicativo para celular ou tablet. Vale lembrar que hoje também será disponibilizado o primeiro lote de restituição do imposto.

Continua após a publicidade

Veja o calendário das restituições do IR 2022

1º lote: 31 de maio

2º lote: 30 de junho

3º lote: 29 de julho

Continua após a publicidade

4º lote: 31 de agosto

5º lote: 30 de setembro

O primeiro lote da restituição, para 3,3 milhões de contribuintes, receberá, ao todo, R$ 6,3 bilhões. O valor é destinado prioritariamente a idosos acima de 80 anos, depois entre quem 60 e 79 anos e, depois, para os que possuem deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para saber acompanhar a situação da restituição o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet, clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Consultar a Restituição“. “Se identificar alguma pendência na declaração, o contribuinte pode retificar a declaração, corrigindo as informações que porventura estejam equivocadas”, diz a Receita em nota em seu site. As informações também estão no aplicativo.

Leia mais sobre:
Economia