30 de maio de 2024
Luto

Políticos e autoridades prestam homenagens a Dona Iris

Rogério Cruz decretou luto oficial de três dias em Goiânia
Dona Iria morreu nesta terça-feira, em Goiânia. (Foto: Divulgação)
Dona Iria morreu nesta terça-feira, em Goiânia. (Foto: Divulgação)

A morte da ex-deputada federal e ex-primeira-dama de Goiás, Dona Íris de Araújo Rezende Machado, repercute no meio político e autoridades goiana. O governador Ronaldo Caiado (UB), destacou o protagonismo de Dona Iris na política goiana.

“Viúva do saudoso Iris Rezende, com quem foi casada há mais de 50 anos, Dona Iris exerceu grande protagonismo na política goiana”, disse Caiado através de seu Twitter.


Rogério Cruz, prefeito de Goiânia, também usou suas redes sociais para homenagear Dona Iris. Segundo Cruz, Goiás e o Brasil perdem uma das mais expressivas lideranças femininas, que ao longo de décadas esteve na linha de frente em defesa das mulheres e dos ideias democráticos.


Em nota, o vice-governador Daniel Vilela, disse que assim como o marido, Dona Iris marcou história da política em Goiás e no país e deixa uma imensa lacuna dentro do MDB.

“Ficamos especialmente tocados porque dona Iris, como ela era mais conhecida, era viúva do saudoso prefeito Iris Rezende, que perdemos há pouco mais de 1 ano e três meses. Assim como o marido, ela marcou a história da política em Goiás e no país e deixa uma imensa lacuna dentro do nosso MDB”, disse.

Vilela ainda completou: “Seja como parlamentar ou como primeira-dama do estado e da capital, Iris de Araújo enfrentou com muita coragem e ousadia toda e qualquer dificuldade relacionada à participação da mulher na política. Não por acaso, chegou ao posto de candidata a vice-presidente da República em 1994, na chapa liderada por Orestes Quércia, e também ao de presidente dos diretórios estadual do MDB (1995-1998) e do nacional – este entre 2009 e 2010”.

“Nossos sentimentos e nossas orações para que Deus conforte o coração de toda a família neste momento de luto e de dor. Um forte abraço, meu e da Iara, ao Cristiano, Ana Paula e Adriana, e aos seus netos Mariana e Daniel”, finaliza Daniel Vilela.

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, disse que Dona Iris foi uma mulher à frente do tempo. “Tive a oportunidade de dizer a ela o quanto ela foi importante para a minha história”, publica Mendanha.


A deputada federal, Adriana Accorsi, disse que Dona Iris foi importante na história política e social do Estado de Goiás.

Silvye Alves, a deputada federal mais votada em Goiás, disse que Dona Iris teve voz ativa na política e foi um exemplo de mulher.


O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Bruno Peixoto, disse que Dona Iris, assim como Iris Rezende, construiu uma história de luta e trabalho por Goiás e de incansáveis e notórios serviços pelos goianos.

“Foi com enorme tristeza que recebemos a notícia do falecimento da nossa grande amiga e companheira de caminhada, Dona Iris. Ela que, assim como o nosso saudoso Iris Rezende, construiu uma história de luta, de trabalho por Goiás e de incansáveis e notórios serviços em favor dos goianos. Sem dúvidas, deixa um legado brilhante não só para a política goiana, mas para todo o País. Em nome do Poder Legislativo, expresso os nossos sinceros sentimentos de solidariedade aos filhos, amigos e familiares. Que Deus conforte a todos neste momento”, lamentou o presidente da Alego.

Além disso, o líder do Poder Legislativo também colocou a sede da Alego à disposição para a realização do velório, que deve acontecer a partir de desta quarta-feira (22).

Luto oficial

Em nota, Rogério Cruz decretou luto oficial de três dias em Goiânia pela morte de Dona Iris.

“Diante da contribuição história de Iris de Araújo ao desenvolvimento e bem-estar da capital Goiânia e do Estado de Goiás, decretamos luto oficial por três dias”, disse.


Leia mais sobre: / / Política

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.