logomarcadiariodegoias2017

baldy-pp.png 

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, afirmou na última segunda-feira, na inauguração da ampliação do Hospital de Urgências de Anápolis (Huana), que o PP quer o seu espaço na chapa majoritária da base aliada. “O PP terá uma chapa forte para deputado estadual, para federal e está com um nome para chapa majoritária”, afirmou.

 

Baldy não deixou claro se o partido marchará com o vice-governador José Eliton (PSDB) ou na oposição. Disse apenas que “a obrigação do PP é de estar na base do governador Marconi Perillo até 31 de dezembro de 2018, porque firmamos este compromisso em 2014 e precisamos ajudar a concluir este mandato”. Sobre as eleições deste ano, afirma que “o tema será objeto de discussões visando o que for melhor para os goianos”. 

 

Embora mantenha conversas com o MDB de Daniel Vilela, em grande parte devido à articulação nacional que envolve o presidente Michel Temer e o presidente nacional do partido, Ciro Nogueira (PI), a avaliação geral é de que, com Baldy, cresce a possibilidade de o PP permanecer n governo.

 

Nos bastidores, comenta-se a possibilidade de o partido bancar Balestra para o Senado, o que deve embolar ainda mais o cenário, visto que a chapa governista já teria o governador Marconi Perillo (PSDB) praticamente definido em uma vaga e Lúcia Vânia (PSB) bem cotada para outra. Pepistas confiam que Marconi pode, no entanto, garantir a vice de Geraldo Alckmin (PSDB) ao Palácio do Planalto. 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH