logomarcadiariodegoias2017

 Captura de Tela 2018-03-21 às 11.51.03.png

Presidente da Assembleia Legislativa, o tucano José Vitti defendeu no programa Roda de Entrevista, da nova TBC, a aprovação do chamado orçamento impositivo. De acordo com ele, a liberação das emendas parlamentares para obras nos municípios, até o limite de R$ 3 milhões, é uma ferramenta fundamental para a valorização do trabalho dos deputados.

Vitti explicou que a medida só não foi adotada até agora em razão da grave crise financeira que abalou o estado e o país nos últimos anos. “Em 2019, no primeiro ano da administração do próximo governador, com a crise superada, será o momento de fazer valer esta medida”, disse ele.

Ele também prometeu dar sequência na construção da nova sede da Assembleia Legislativa, localizada ao lado do Paço Municipal. E garante que não vão faltar recursos. “A nova sede dará dignidade ao poder e é um anseio antigo dos deputados e dos servidores”, afirmou.

Sobre a existência de servidores fantasmas no Parlamento goiano, Vitti pontuou que já nomeou comissão especial para discutir os limites de atuação de cada funcionário, seja efetivo ou comissionado. Segundo ele, o assunto será objeto de uma reunião com representantes do Ministério Público, mas deixou claro que houve equívocos na formulação da denúncia contra uma funcionária do gabinete do deputado Luis Cesar Bueno (PT). “É humanamente impossível 40 servidores em um gabinete de 10 metros quadrados”, ponderou.

O presidente da Assembleia também comentou assuntos políticos, fez comentários sobre pré-candidaturas ao governo estadual e manifestou convicção no crescimento político do vice-governador José Eliton Júnior (PSDB), que vai assumir o governo a partir de 7 de abril. Sobre o racha na oposição, que se dividiu entre as pré-candidaturas de Ronaldo Caiado e Daniel Vilela, Vitti acredita que a falta de unidade dos oposicionistas beneficia a base aliada.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH