25 de maio de 2024
Exercício inédito • atualizado em 28/01/2024 às 08:50

Polícia Penal simula coibição de crises no Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia

O exercício faz parte do Protocolo de Contingenciamento em Cenários de Crise da Polícia Penal de Goiás, que foi lançado pela DGPP, em 25 de janeiro deste ano
O ato foi realizado o mais próximo da realidade, e para isso, detentos , voluntários, participaram da ação. (Foto: DGPP).
O ato foi realizado o mais próximo da realidade, e para isso, detentos , voluntários, participaram da ação. (Foto: DGPP).

A Polícia Penal de Goiás realizou, entre sexta-feira (26) e sábado (27), a 1ª Ação Simulada com Ativação de Protocolos de Contingenciamento de Crises, no Complexo Prisional em Aparecida de Goiânia. O exercício preventivo inédito em Goiás simulou rebeliões simultâneas e tentativas de fuga de custodiados com apoio de criminosos externos. Por ser realizado o mais próximo da realidade, o ato teve a participação de detentos e voluntários.

“A Polícia Penal de Goiás tem apresentado um modelo de gestão de referência em todo o Brasil no controle e gestão do sistema penitenciário. Contudo, esta é uma área da segurança pública dotada de alto nível de imprevisibilidade. Exige, de seus operadores e gestores, uma pronta e eficiente resposta. Por isso, sempre lançamos mão de ações preventivas, que estão definidas em nosso plano estratégico”, afirma o diretor-geral da Polícia Penal, Josimar Pires.

O novo protocolo, segundo Josimar Pires, representa um marco na padronização de ações diante de eventos críticos e simboliza o compromisso contínuo do Governo de Goiás frente aos desafios que permeiam o sistema penitenciário goiano. O exercício faz parte do Protocolo de Contingenciamento em Cenários de Crise da Polícia Penal de Goiás, que foi lançado pela Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), em 25 de janeiro deste ano.

Quem participou da ação

A ação contou com participação de servidores das unidades prisionais, do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), Grupo Tático de Ações e Escolta (GTae), Superintendência de Segurança Penitenciária, Grupo de Guaritas e Muralhas, Gerência de Segurança e Monitoramento, 1ª Coordenação Regional Prisional, dentre outras áreas da instituição.


Leia mais sobre: / / / / Aparecida de Goiânia / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019