23 de julho de 2024
Susto

Polícia erra endereço e invade casa de idosa em Itapuranga

Família da idosa verificou que o lote e o endereço são os mesmos, porém, a quadra em que a ordem foi para ser cumprida estava errada
Câmeras de segurança próximas à residência registraram o momento em que o portão da casa foi derrubado. (Foto: Reprodução).
Câmeras de segurança próximas à residência registraram o momento em que o portão da casa foi derrubado. (Foto: Reprodução).

Durante uma operação da Polícia Civil, em Itapuranga, policiais invadiram a residência de uma idosa de 88 anos. Câmeras de segurança próximas à residência registraram o momento em que o portão da casa foi derrubado. O caso aconteceu na sexta-feira (5), e o mandado judicial tinha como alvo um esquema de comércio e transporte de grãos.

Ao ver o mandado judicial, a família da idosa verificou que o lote e o endereço são os mesmos, porém, a quadra em que a ordem foi para ser cumprida estava errada, o que ocasionou a invasão de forma equivocada. Na ocasião, os policiais revistaram a residência da idosa, e desligaram as câmeras de segurança do local.

“Quase me matam de susto. (Como) eles fazerem uma coisa desta comigo? Eu sozinha, eu e Deus nesta casa. Invadiu meu quarto”, relatou a idosa muito abalada com o incidente.

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) afirmou que cumpria um mandado de busca e apreensão em apoio a Operação Commercium Sine Tributo deflagrada pela Polícia Civil de Mato Grosso. “Os policiais civis goianos apenas auxiliaram na diligência conferindo apoio operacional”, informou a polícia goiana em nota a imprensa.

A operação foi confirmada pela corporação do Mato Grosso, mas que a invasão a casa da idosa foi feita por parte dos policiais de Goiás, e que os policiais de Mato Grosso não estavam no local.

O mandado em questão foi expedido pela Justiça de Cuiabá em resposta a um pedido de uma Delegacia de Polícia Civil daquele Estado especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019