27 de maio de 2022
Política

“PMDB vem definhando ao longo do tempo”, diz Maguito Vilela

Em visita aos deputados estaduais do PMDB na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, voltou a dizer que o partido deve se fortalecer internamente. 

De acordo com Maguito, “o PMDB vem definhando ao longo do tempo“. Ele afirmou declarou que antes de pensar em alianças, o partido deve se robustecer, e ir se preparando para as eleições de 2016. O prefeito reforçou a ideia de boa vizinhança com todos os partidos. 

Continua após a publicidade

Confira a entrevista a Reporter Mirele Irene da Rádio 730

Mirele Irene: Júnior Friboi disse que existem três grupos dentro do PMDB: um liderado pelo senhor, outro liderado por ele e outro por Iris Rezende. É um partido realmente dividido?

Maguito Vilela: Não existem partido no Brasil que não seja dividido, que não tenha pendências, que não tenha ideologias até diferentes, todos os partidos são assim, não só no Brasil mas no mundo inteiro, e o PMDB não é diferente. Eu acho que eu não tenho grupo, o Júnior não tem grupo e o Iris não tem grupo, o que nós temos são companheiros dentro do PMDB. Eu sempre fui um companheiro solidário e nunca quis fazer grupo dentro do PMDB. Eu acho que é hora do PMDB, que é o maior partido do Brasil, o melhor partido do Brasil, tomar um rumo, se fortalecer, para poder voltar a ser o que era. Porque é lógico, partido enfraquecido não ganha eleições para governo do Estado, para o Senado. Você vê que o PMDB vem definhando ao longo do tempo, perdemos as eleições para governador, para o Senado, para a Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. Nós já fomos um partido de ter governador, três senadores, de ter ministros, uma grande bancada federal, estadual e hoje isso não acontece. Por que? Porque tem ai algumas discrepâncias que precisam ser superadas. Mas eu acredito muito nesse partido, na sua capacidade de remover montanhas, de voltar ao que era. O PMDB é um partido forte, tanto é verdade que tem a maior bancada no Senado, a segunda na Câmara, o maior número de governador e o vice-presidente da República. Então é um partido muito forte, o que precisa agora é fortalecer em cada município do Brasil.

Continua após a publicidade

Mirele Irene: Prefeito, na preparação, essas reuniões que a bancada está fazendo, que o membros do PMDB estão fazendo com lideranças da oposição, semana passada reuniu-se com Ronaldo Caiado, agora com o senhor, e pretende se reunir também com outros partidos também da oposição, é um movimento interessante porque antecipa o problema de que a oposição não se úne aqui em Goiás para as eleições, deixa tudo para o ano eleitoral. O senhor acha importante começar a discutir as eleições, agora, antecipadamente, principalmente as eleições de 2016?

Maguito Vilela: Eu não diria discutir mas é preciso ir se preparando para as eleições no ano que vem. Agora, eu acho que o partido, primeiro ele tem que se fortalecer em internamente, ele tem que se robustecer, depois é que vai procurar outros partidos. Porque não adianta você com o partido fraco ir buscar outros partidos. Você tem que fortalecer o seu partido e depois ir buscar as alianças ai com os outros partidos. Eu acho que nós hoje temos que preocupar é com o PMDB, não é com os outros partidos. Depois que nós nos fortalecermos, ai sim vamos buscar as alianças.

Mirele Irene: Eu queria saber a opinião do senhor sobre essa aproximação do PMDB com o Democrátas (DEM) de Ronaldo Caiado, e essa celeuma que está causando uma inquietação no PT, por exemplo, partido que tem uma aliança com os senhores, já que parece que Democrátas e PT são como água e óleo. O que o senhor acha, tem que manter a aliança com o PT ou também incluir o Democrátas nessas conversações todas?

Maguito Vilela: Olha, eu acho que o PMDB tem que manter boa vizinhança com todos os partidos, com o PT, com o DEM, com todos os partidos. Porque aliança você não faz só com quem quer. De repente, no momento, o DEM tem um candidato forte, a aliança com ele não vai interessar, vai interessar com outros partidos. De repento o PT tem um candidato forte, ai ele não vai querer aliança porque ele tem um candidato, ai você tem que ter outra opção. Então, o PMDB, a característica dele no Brasil sempre foi de boa vizinhança, ele tem que manter a boa vizinhança com todos os partidos, inclusive o PSDB, que já foi aliado do PMDB. O PMDB nunca foi um partido discriminatório, nunca fechou portas e nem deve fechar. Acho que a boa vizinhança o partido deve manter com todo mundo.

Mirele Irene:O senhor vem mais para dar um recado aqui para a bancada, para ouvir, ou se vier dar o recado, qual é o recado que o senhor pretende dar aqui hoje para esses representantes da bancada do PMDB?

Maguito Vilela: Eu vim visitar os deputados estaduais aqui no gabinete do Líder, José Nelto (PMDB), são deputados estaduais fortes, que tem grandes lideranças no Estado, são pessoas muito importantes para o partido. Eu devia essa visita aqui para o líder e para os deputados estaduais do PMDB, e vamos naturalmente conversar sobre o partido, sobre o futuro. Eu quero crer que é importante o partido estar conversando. Os deputados federais, estaduais, os vereadores, prefeitos, líderes tem que estar conversando não só nos meses que antecedem a eleição, mas tem que estar se preparando. Portanto, é um visita realmente, e eu vim sentir o que a bancada estadual está pensando com relação ao futuro do partido.

Mirele Irene: Na semana passada, o senhor foi convidado para essa reunião na casa de Iris Rezende com Ronaldo Caiado?

Maguito Vilela: Não. Eu acho que nem foi uma reunião, deve ter sido um encontro normal entre políticos, e que naturalmente, mais reservado, mas isso é relevante porque não foi uma reunião do partido, foi uma reunião de alguns amigos do líder Iris Rezende.

Leia mais sobre:
Política