20 de fevereiro de 2024
Política

PL mantém sonho de filiar Gustavo Mendanha: “Já quase ajoelhei”, diz presidente

Gustavo Mendanha e Flávio Canedo, presidente do PL. (Foto: Reprodução/Facebook)
Gustavo Mendanha e Flávio Canedo, presidente do PL. (Foto: Reprodução/Facebook)

Gustavo Mendanha ainda não definiu sua casa para 2022, mas o Partido Liberal (PL) corteja o ex-emedebista há meses. Desde que o prefeito de Aparecida de Goiânia deixou sua antiga sigla, o presidente estadual do PL, Flávio Canedo, entrou em cena e convidou Mendanha a se filiar.

Por certo, a legenda não é a única a tentar contar com o pré-candidato ao governo de Goiás em 2022. Mas Canedo garante ser um dos mais empenhados. “Eu já quase me ajoelhei”, brinca. O dirigente partidário reforçou que fez inúmeros convites a Mendanha. “Só não estaremos com ele, se Mendanha não quiser o PL”, completa.

Flávio Canedo e lideranças do PL têm viajado o estado ao lado do prefeito de Aparecida de Goiânia. “Estamos participando de muitos eventos Goiás afora. Felizmente, a receptividade da população tem sido muito grande”, afirmou.

O sonho do PL é construir uma aliança que tenha Mendanha, como candidato a governador, e Jair Bolsonaro na presidência da República. Canedo lembra que Ronaldo Caiado deve romper com o presidente nas eleições, deixando o prefeito de Aparecida com caminho livre para caminhar entre os bolsonaristas.

“São os dois candidatos fortes. Bolsonaro já foi destratado por Caiado. O governador não vai apoiá-lo. Por que não Gustavo Mendanha apoiar Bolsonaro? Acho que podemos costurar uma grande coligação, uma grande união de forças.”

PL abre as portas para Vitor Hugo

O deputado federal Vitor Hugo, hoje no PSL, diz que deve acompanhar o presidente Jair Bolsonaro quando ele escolher um novo partido. Bolsonaro conversa com o PL, apesar do adiamento da filiação, antes prevista para o dia 22 de novembro.

Em Goiás, as portas da legenda, de acordo com Flávio Canedo, estão abertas a Vitor Hugo. O deputado almeja lançar-se ao governo do estado. Porém, para disputar o Palácio das Esmeraldas, o PL diz que o parlamentar deve mostrar musculatura e apresentar uma candidatura competitiva.

“As portas do PL estão abertas para Vitor Hugo. Ele pode ser pré-candidato sim ao governo estadual. Quem tiver melhor em pesquisas, montar um grupo maior, deve ser o candidato. Para ser candidato a governador, não basta ter vontade. Precisa ter votos e base eleitoral. O deputado Vitor Hugo tem que fazer esse trabalho para crescer nas pesquisas”, pondera.


Leia mais sobre: / / / / / Destaque / Política